A entidade reguladora das comunicações dos Estados Unidos (FCC) multou em 40 milhões a terceira maior operadora de telecomunicações do país pelo uso de toques falsos durante as tentativas de chamada feitas em algumas áreas rurais.

Os toques de chamada falsos são usados ​​para fazer parecer que alguém não está a atender o telefone quando, na verdade, a ligação não está a ser feita. Isso significa que uma pessoa que tenta ligar para alguém numa área rural e onde há uma cobertura de rede irregular vai ouvir vários toques de chamada e assumir que a outra parte não pode atender.

"Os toques de chamada falsos também criam uma impressão equivocada de que o operador de telecomunicações não é responsável se a chamada falhar”, diz o parecer da FCC, acrescentando que as chamadas não concluídas “fazem as empresas rurais perderem receita, impedem que profissionais médicos cheguem aos pacientes em áreas rurais e criam atrasos potencialmente perigosos nas comunicações que dizem respeito à segurança pública”.

A FCC também ordenou que a T-Mobile corrija os problemas que impedem os clientes de áreas rurais de fazer as suas chamadas, exigindo que a operadora apresente um plano de conformidade no prazo de 90 dias e que forneça relatórios regulares sobre a questão nos próximos três anos.

A T-Mobile informou que corrigiu em janeiro de 2017 o problema que chamou de "não intencional" e acrescentou que está "comprometida com todos os nossos clientes em todo o país".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.