No total, no final do terceiro do terceiro trimestre existiam 3,16 milhões de assinantes do serviço de televisão por subscrição, mais 149 mil do que em igual período de 2012, num crescimento de 1,6%.

Entre janeiro e março a fibra a fibra foi responsável pela adição de 19 mil novos subscritores ao serviço de televisão por subscrição, mostrando um crescimento de 4,3%. As ofertas baseadas em tecnologia telefónica aumentaram 2,1%, para 14 mil novos subscritores.

Já as tecnologias por cabo e satélite ("direct to home" ou DTH) perderam 1,1% e 0,5% dos clientes, revela o regulador.

A tecnologia por cabo continua, no entanto, a ser aquela que reúne maior quota de mercado, com 44,9% do total de assinantes. O xDSL soma 20,8%, o DTH 20% e a FTTH/B 14,3%.

Os números do regulador também revelam que 76,3% dos subscritores de serviços de TV paga são utilizadores de ofertas em pacote, uma tendência que continua a crescer. Entre julho e outubro aumentou em 2,1% a subscrição de pacotes com três ou mais serviços.

A ZON Optimus é a operadora líder de mercado com uma quota de 49,3%. Seguem-se a PT Comunicações (PTC) e a Cabovisão com 41% e 7,2%, respetivamente.

Nos primeiros nove meses do ano as receitas totais do serviço de televisão por subscrição foram de 960,5 milhões de euros, o que corresponde a um aumento 3,5% face ao mesmo período de 2012.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.