As três operadoras móveis revelaram esta noite os resultados do leilão que atribui espetro para operar a quarta geração móvel. TMN, Vodafone e Optimus investiram 372 milhões de euros para garantir as frequências que lhes vão permitir oferecer serviços 4G.



A Vodafone divulgou que obteve no leilão um total de 123 MHz nas faixas de frequência dos 800 MHz, 900 MHz, 1800 MHz e 2600 MHz, acabando por ser o operador que adquiriu maior quantidade de direitos de utilização de frequências no leilão. No total das faixas licitadas a operadora investiu 146 milhões de euros.



"A Vodafone apresentou a melhor oferta em 2 lotes de 2x5 MHz na banda de 800 MHz, 1 lote de 2x5 MHz na banda de 900 MHz, 2 lotes de 2x5 MHz e 1 lote de 2x4 MHz na banda de 1800 MHz, 4 lotes de 2x5 MHz na banda de 2600 MHz FDD e 1 lote de 1x25 MHz na banda de 2600 MHz TDD", detalha uma nota de imprensa.



O espetro adquirido pela operadora nas faixas de 800MHz, 1800 MHz e 2600 MHz vai servir para acomodar os serviços de quarta geração, já o espetro na faixa dos 900MHz servirá para reforçar a cobertura 3G da operadora.



A propósito do leilão também a Optimus divulgou que "garantiu 10 MHz de espetro na banda de 800 MHz, crítica para assegurar a melhor cobertura em zonas de menor densidade populacional, e 20 MHz em cada uma das bandas de 1.8 GHz e 2.6 GHz". A operadora terá investido 113 milhões de euros no leilão.



A TMN garantiu espetro nas faixas de 800 Mhz, 1.800 e 2.6 Ghz, num investimento total de 113 milhões de euros.



"A TMN submeteu as melhores ofertas para todos os lotes em que licitou, tendo obtido espectro nas faixas de frequências de 800 MHz (2 lotes de 2 x 5MHz), de 1,8 GHz (1 lote de 2 x 4 MHz e 2 lotes de 2 x 5MHz) e de 2,6 GHz (4 lotes de 2 x 5 MHz), o máximo permitido nestas faixas, de acordo com o regulamento do leilão", explica a empresa numa nota enviada à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários.



À fase de licitação, que agora termina, seguem-se as fases de consignação e atribuição dos direitos de utilização das frequências aos operadores.



A Portugal Telecom afirmou recentemente, pela voz do presidente Zeinal Bava, que três meses após a obtenção das faixas de espetro necessárias, a operadora teria condições para lançar uma oferta de quarta geração. Na nota de imprensa hoje divulgada, a Vodafone também adianta que "está para breve o início da prestação de serviços sobre esta tecnologia" de quarta geração.



O LTE, tecnologia escolhida para a quarta geração móvel na Europa, vai permitir, numa primeira fase de lançamento de serviços velocidades de transmissão de dados até 150Mbps no download e até 50Mbps no upload.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.