Entre Abril e Junho foram vendidos em Portugal 270 mil smartphones, número que revela uma subida de 79 por cento comparativamente a igual período de 2009. Os dados são da IDC e revelam ainda que o segmento representou 16 por cento do total das vendas de telemóveis no trimestre.

no trimestre anterior os smartphones foram o segmento onde as vendas mais subiram, aumentando 58 por cento, revelando a tendência crescente para a adopção deste tipo de dispositivos.

Também o segmento dos telefones tradicionais evoluiu de forma positiva, tendo sido vendidas 1,4 milhões de unidades, mais oito por cento do que o registado no período homólogo, mostrando que ainda não está a ser afectado pelo sucesso dos smartphones, como já acontece no resto da Europa.

No geral, no segundo trimestre de 2010 foram comercializados 1,7 milhões de telemóveis, um crescimento de 16 por cento face a 2009, refere o estudo "IDC Mobile Phone Tracker".
No ranking dos fabricantes, a IDC nota a recuperação da Nokia, que reforçou a posição de liderança em relação ao trimestre anterior, face à Samsung, ao fixar a sua quota de mercado em 40 por cento. As vendas da empresa finlandesa cresceram dois por cento face ao período homólogo e 50 por cento comparativamente ao primeiro trimestre de 2010.

Apesar desta ligeira recuperação, as quotas de mercado da Nokia continuam a cair, face ao segundo trimestre de 2009. A líder do mercado registou uma quota de 48 por cento no segmento dos smartphones, significativamente inferior aos 66 por cento obtidos no mesmo trimestre de 2009. No segmento dos telefones tradicionais, a Nokia tinha 34 por cento do mercado, ou seja, quatro por cento abaixo em igual período do ano passado.

A segunda posição do ranking pertence à Samsung, com uma quota de mercado de 29 por cento no trimestre, e em terceiro a LG, que viu as suas vendas crescerem 86 por cento e que registou uma quota de mercado de 11 por cento.

O relatório da IDC destaca ainda a visibilidade conseguida pelas chamadas marcas brancas, com uma chamada de atenção para os terminais da Vodafone (fabricados pela Alcatel, Sagem, e pelas empresas chinesas Huawei e ZTE), com os quais a operadora conseguiu uma quota de mercado de 10 por cento, arrecadando o quarto lugar do ranking.

"A TMN e a Optimus também têm a sua oferta de telefones com as suas marcas, e as vendas têm sido bastante expressivas no mercado português, uma vez que o preço continua a ser o principal factor na decisão de compra da grande maioria dos consumidores", refere-se no relatório.

Os dados do IDC Mobile Phone Tracker indicam também que o Android, da Google, se transformou no segundo maior sistema operativo para smartphones vendidos em Portugal no trimestre, a seguir ao Symbian, registando um crescimento de 675 por cento. "A experiência de utilização simples e intuitiva, é já muito semelhante ao telefone da Apple mas a um preço significativamente inferior, o que tem constituído o maior atractivo destes terminais", considera a consultora, que enumera os Optimus Boston, TMN Soft Stone, Vodafone 845, X10 da Sony Ericsson e HTC Desire como exemplos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.