Lançada recentemente, a Oracle Database 11g Release 2 traz na redução de custos a sua principal promessa. O TeK aproveitou a presença de Chris Baker, vice-presidente da Core Business Technology da Oracle para a região EMEA, em Portugal, e quis saber um pouco mais acerca desta nova versão.

[caption]Chris Baker[/caption]
TeK: Qual a necessidade de lançarem esta nova release? Está de alguma forma relacionada com a "nova ordem económica", mais preocupada com os custos e com a poupança, trazida pela recessão?

Chris Baker:
Um dos novos aspectos desta nova release é que, apesar de se chamar "base de dados" e de ser efectivamente uma base de dados, faz muito mais do que armazenar informação.

É na verdade um produto que gere a infraestrutura de dados em toda a empresa. Temos uma forte expectativa relativamente à sua adopção, particularmente neste momento, já que as funcionalidades que construimos na Oracle Database 11g Release 2 poupam de facto custos significativos aos nossos clientes ao nível da infraestrutura.

Com a 11g R2 introduzimos, por exemplo, a Advanced Compression, o que significa que temos menos disco e o desempenho aumenta, o que reduz obviamente o custo, vamos ter menos gente a gerir o ambiente…

A 11g R2 é um produto infraestrutural, mas é uma continuação daquilo que temos vindo a fazer nestes 31 anos, a partir do ponto onde estávamos. É um produto de continuação.

A questão chave é que a Oracle Database 11g R2, neste momento, é muito mais do que uma base de dados. É essencialmente acerca da infraestrutura. E é realmente muito apropriada ao momento porque reduz custos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.