Por Edirlei Soares de Lima (*)

Os jogos digitais representam uma forma de entretenimento que está a tornar-se cada vez mais presente no cotidiano de crianças, jovens e adultos. Apesar de muitos entrarem para o “mundo dos jogos” à procura apenas de entretenimento, é importante destacar que os jogos digitais também podem trazem outros benefícios para os jogadores e para a sociedade.

Embora seja comum ouvir críticas relacionadas com os supostos efeitos negativos dos jogos, muitas pessoas ficam surpreendidas ao saber que a maioria das informações negativas são exageradas. Diversos estudos científicos indicam que os jogos digitais trazem inúmeros benefícios para o ser humano, os quais vão muito além do entretenimento, podendo aprimorar as nossas habilidades na resolução de problemas, melhorar a saúde mental e promover comportamentos saudáveis.

Uma série de estudos conduzidos por Daphne Bavelier, neurocientista e professora da Universidade de Genebra, indicam que os jogos digitais podem auxiliar no aperfeiçoamento de habilidades cognitivas, como a percepção, atenção e memória. Estudos realizados por Andrew Przybylski, professor e pesquisador da Universidade de Oxford, apontam que os jogos digitais também podem auxiliar na melhoria do bem-estar e da saúde mental. Os benefícios também se estendem para a saúde física dos jogadores, tal como apontado pelo estudo conduzido por Allana LeBlanc e Jean-Philippe Chaput (pesquisadores da Universidade de Ottawa), o qual indica que jogos que motivam os jogadores a sair de casa, como Pokémon Go, podem aumentar significativamente os níveis de atividade física dos jogadores.

Quando pensamos nos benefícios dos jogos além do entretenimento, um tipo específico de jogo se destaca: os serious games (jogos sérios). Os jogos sérios são projetados com um propósito que vai além do puro entretenimento. O termo é usado geralmente para se referir a jogos desenvolvidos com o intuito de ensinar, treinar, promover atividades físicas, ou até mesmo conscientizar sobre questões sociais em vários domínios, incluindo a conscientização política, a sensibilização ambiental e a reintegração social. Os jogos sérios também encontram diversas aplicações na área da saúde, onde pesquisadores e profissionais têm vindo a aproveitar o poder dos jogos digitais para motivar e auxiliar na recuperação de pacientes. Um exemplo de sucesso é o jogo Re-Mission, o qual foi projetado para auxiliar crianças com cancro a lidar com os efeitos do tratamento. Estudos realizados por pesquisadores do HopeLab indicam que o jogo pode melhorar significativamente a adesão ao protocolo e o envolvimento no tratamento, além de permitir que as crianças possam aprimorar a sua compreensão a respeito  do cancro.

Portanto, devemos considerar que os benefícios dos jogos digitais vão muito além do puro entretenimento. Os jogos podem auxiliar no tratamento de doenças, são excelentes ferramentas para o ensino e treinamento, trazem benefícios físicos e mentais aos jogadores, podem ser utilizados para promover e conscientizar sobre questões sociais, além de inúmeras outras aplicações que tiram proveito dos elementos lúdicos presentes nos jogos digitais. Tudo isso, sem deixar de ser uma forma de entretenimento.

(*) Professor Auxiliar e Coordenador do Doutoramento em Desenvolvimento de Jogos Digitais da Universidade Europeia - IADE

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.