Começaram por apostar nos materiais recicláveis na produção das embalagens, passaram para os materiais reciclados, além da melhor arrumação para reduzir a dimensão das mesmas, tentando poupar espaço nos veículos que as transportam, que por sua vez gastam combustível - emitindo dióxido de carbono - pelo mundo fora para as entregar nos mercados de destino.

Eliminaram substâncias tóxicas dos materiais de fabrico, substituíram os manuais em papel pelo acesso à Internet, e introduziram "tecnologias de poupança", tudo em prol do ambiente.

Hoje as técnicas de produção dos telemóveis tentam ir mais longe e as fabricantes fazem diferentes apostas nesse sentido, umas mais originais do que outras.

O assunto já foi tratado noutras matérias pelo TeK, como na sugestão Mostre o seu lado mais "verde", mas o número crescente de ofertas justifica um regresso ao tema. Conheça as propostas móveis ecológicas mais recentes.

[caption][/caption]

Anunciado há pouco tempo - e já mencionado no TeK -, o Cedar da Sony Ericsson alia à forte componente social, características amigas do ambiente. O telemóvel é fabricado em plástico reciclado, tem um carregador de bateria de baixo consumo de energia, manual electrónico e embalagem compacta.

Anda sem preços definidos, o Sony Ericsson Cedar deverá começar a chegar ao mercado a partir do último trimestre do ano nas cores Black/Silver e Black/Red.

A Samsung também colocou recentemente no mercado mais uma proposta com "contornos ambientais". O modelo Blue Earth, um exclusivo TMN, possui um design ecológico possibilitando o recarregamento através de energia solar.

[caption][/caption]

Construído à base de plástico reciclado (PCM), contribui logo desde o processo de fabrico para a redução do consumo de combustível e emissões de carbono, sendo livre de substâncias prejudiciais.

O Samsung Blue Earth conta ainda com aplicações ecológicas como o Eco-Walk, que permite contar os passos de uma caminhada e calcular a redução de emissões de CO2, dada a opção da caminhada em detrimento do uso de um transporte motorizado; o Modo-Eco, que possibilita regular a luminosidade do ecrã, a duração da luz de fundo e o bluetooth com vista à poupança de energia; e o Eco-Calendar, que permite ter à disposição um calendário dos dias ecologicamente significativos.

Além das preocupações ambientais, o Samsung Blue Earth soma também outro tipo de características e funcionalidades mais habituais, como o ecrã táctil de três polegadas, a câmara fotográfica de 3,2 megapixeis, GPS, o acesso 3,5G à Internet até 3,6Mbps, push mail, Wi-Fi, Leitor de MP3 e Rádio FM, entre outras.

Mantendo o seu compromisso de contribuir para um ambiente mais saudável, a Nokia deu recentemente a conhecer dois novos produtos "amigos do ambiente", o Nokia 6700 slide Alluminium Raw Chargeless Phone e o Nokia Bicycle Charger Kit. O primeiro é, tal como o nome indica, vendido num pack sem carregador, num projecto pioneiro em Portugal e no Reino Unido.

Já o Nokia Bicycle Charger Kit surge como uma nova solução de carregamento móvel ecológica, que utiliza o movimento das rodas das bicicletas para fornecer energia aos telemóveis.

[caption][/caption]

Disponibilizando energia gratuita e amiga do ambiente, o Nokia Bicycle Charger Kit é composto por um carregador e um dínamo, para além de um suporte para fixar o dispositivo móvel à bicicleta. Depois de o kit estar instalado, o dínamo é um pequeno gerador eléctrico que utiliza o movimento das rodas para carregar o telemóvel, através da entrada de carregamento disponível na maioria dos dispositivos Nokia.

Este dispositivo vai estar disponível antes do final de 2010 através da loja Nokia online e dos fornecedores da marca, mas apenas em determinados mercados, desconhecendo-se se Portugal estará entre os contemplados.

[caption][/caption]

Por outro lado, o mercado português foi, a par do Reino Unido, escolhido para integrar um projecto pioneiro e que consiste na disponibilização da versão sem carregador do modelo 6700 slide.

A fabricante quer, desta forma, incentivar os consumidores a reutilizarem os carregadores que tenham de equipamentos Nokia anteriores.

Ao ser vendido sem carregador, foi possível reduzir o tamanho da embalagem e, consequentemente, aproveitar melhor o espaço de transporte destes equipamentos. Desta forma, é possível poupar em energia, matéria-prima e reduzir as emissões de CO2.

Este pack de venda também apela aos consumidores a darem o seu contributo para a preservação do ambiente, uma vez que o valor do carregador será entregue pela Nokia à WWF para a plantação de árvores. Após a compra, o cliente pode inscrever-se neste projecto, acompanhar o crescimento da sua árvore, através do Google Earth, podendo nomeadamente dar-lhe um nome.

Disponível em alumínio cru, o Nokia 6700 slide Chargeless Phone custa 160 euros, excluindo impostos e subsidiação.

Recorde-se que estes são apenas alguns produtos recém-lançados ou prestes a chegar ao mercado que integram as políticas green das fabricantes de telemóveis, mas que não as esgotam.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.