Levar “seres” robóticos a fazerem determinada coisa não é fácil: ou estão informaticamente programados para isso ou terão de entender o que os humanos estão a dizer, ou o mesmo será dizer, como os humanos comunicam. No MIT um grupo de investigadores parece ter encontrado uma outra forma.

O novo sistema, saído do Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial do MIT (CSAIL), permite que os utilizadores corrijam instantaneamente os erros cometidos pelo robot em determinada tarefa. Para tal são apenas necessárias ondas cerebrais e mexer um dedo.

Ao monitorizar a atividade cerebral, o sistema pode detetar em tempo real se uma pessoa percebeu um erro enquanto um robot realiza uma tarefa. Usando uma interface que mede a atividade muscular, pode depois fazer gestos com as mãos, selecionando a opção correta para o robot executar.

O processo pode contribuir para alargar o leque de possibilidades na gestão de equipas de robots por humanos. O MIT explica como tudo funciona nesta página online, disponibilizando inclusive um vídeo e o documento de trabalho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.