Um estudo encomendado pela Kaspersky mostra que 30% dos inquiridos em todo o mundo acreditam que espiar um parceiro sem o seu consentimento é aceitável (pelo menos em algumas circunstâncias), enquanto 15% são obrigados pelos seus parceiros a instalar uma aplicação de monitorização. Em Portugal, 17% dos que participaram no estudo dizem já ter sido espiados por stalkware.

Os números são alarmantes e surgem como base para uma campanha de sensibilização contra o abuso online, muitas vezes escondido sob um véu de desculpas e recorrendo cada vez mais a ferramentas digitais, para espiar e controlar os companheiros e também para os pressionar e divulgar imagens íntimas.

A campanha #NoExcuse4Abuse foi criada para sensibilizar os abusadores, ou possíveis abusadores, para os efeitos negativos das suas ações. Desenvolvida pela European Network for the Work with Perpetrators of Domestic Violence (WWP EN), em parceria com a Kaspersky, a campanha digital destaca a responsabilidade de quem tem um comportamento abusivo e pretende mudar mentalidades.

No site dedicado à ciberviolência pode ver alguns dos materiais envolvidos na campanha e perceber como quebrar a corrente e procurar ajuda.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.