Acaba de ser revelado o maior catálogo de estrelas, até à data, da Via Láctea - e um pouco mais além. São “apenas” 1.700 milhões as estrelas, apresentadas com a sua posição exata e brilho, entre outros dados, que pretendem contribuir para a elaboração de um rigoroso mapa sobre a origem e evolução da nossa galáxia.

Os dados não são os primeiros resultantes da missão Gaia, da Agência Espacial Europeia, iniciada no final de 2013, mas elevam a informação conseguida a um novo patamar.

Da equipa internacional que participa na missão desde o primeiro momento estão, nesta altura, oito investigadores portugueses. “É o primeiro mapa 3D em grande escala para a nossa galáxia, baseado em medidas diretas das posições das estrelas em relação a nós”, sublinhou  André Moitinho de Almeida, do Centro de Astrofísica e Gravitação da Universidade de Lisboa e coordenador do grupo português.

O catálogo é agora de domínio público, ou seja, qualquer pessoa do mundo com ligação à internet pode aceder aos dados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.