A Reuters é uma das maiores agências noticiosas do mundo e a mais recente adição ao programa de verificação de factos do Facebook. A iniciativa foi lançada em 2016 e desde então que tenta conter a disseminação de notícias falsas na rede social. O grupo de organizações que a compõem conta com a Associated Press, a PolitiFact e a plataforma Factcheck.org.

Devido a esta nova parceria, a Reuters vai criar uma equipa que ficará exclusivamente dedicada à verificação dos conteúdos que os utilizadores partilham no Facebook, sendo que o serviço será pago pela gigante tecnológica.

A imprensa internacional indica que a equipa será composta por quatro pessoas - duas inglesas e duas espanholas - e as suas responsabilidades diárias incluem a revisão de fotografias, vídeos e notícias partilhadas por outras contas. A equipa terá depois de arquivar as suas descobertas e documentá-las no blog Reuters Fact Check.

Fake news tramam Bloomberg em mais de 7 mil milhões de dólares
Fake news tramam Bloomberg em mais de 7 mil milhões de dólares
Ver artigo

Note que cada post revisto integrará uma etiqueta com a conclusão da equipa da Reuters. Neste caso, a nota vai endereçar a veracidade da informação partilhada, sendo que o parecer poderá ser negativo ou positivo. Em adição, haverá também uma explicação sobre a forma como a agência chegou àquela conclusão.

Os posts revistos serão selecionados pelo próprio Facebook, embora a Reuters tenha a liberdade de escolher alguns. A agência noticiosa avança que a equipa pode vir a crescer, especialmente nas alturas em o volume de informação partilhada online tende a aumentar, como é o caso das presidenciais norte-americanas.

Keren Goldshlager, responsável pelo departamento de News Integrity Partnerships, do Facebook, afirmou que "expandir o programa de verificação de factos é uma parte importante da luta contra a desinformação".

É importante sublinhar que a equipa não vai verificar quaisquer anúncios políticos.

Esta não é a primeira parceria entre ambas as empresas. Em dezembro, a Reuters e o Facebook criaram um curso para jornalistas que os ensina a identificarem deepfakes, tal como outras imagens e vídeos digitalmente manipulados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.