[caption][/caption]

Três dos pedidos foram feitos pelos tribunais e dizem respeito a 27 itens, todos eles removidos. Os outros três pedidos vieram da parte do Governo, Polícia ou outras entidades públicas e nenhum deles foi acatado pela gigante da internet.

"Nos últimos quatro anos, foi consistente uma tendência preocupante: governos e autoridades continuam a pedir-nos para removermos conteúdos políticos. Os juízes solicitam a remoção de informações críticas sobre si; os departamentos de polícia pedem-nos para removermos vídeos ou blogs que mostram a sua conduta; e as instituições locais não querem que as pessoas consigam encontrar informação sobre os seus processos de tomada de decisão", sublinha a Google no seu blog oficial.

A empresa acrescenta que durante o período analisado recebeu 93 solicitações para remover conteúdos críticos sobre governos, atendendo a menos de um terço. Quatro pedidos foram submetidos como reivindicações de direitos de autor.

O relatório completo - e nomeadamente a informação detalhada para Portugal - pode ser acedido aqui.
Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.