O Verão chegou “em força” e são muitos os que aproveitam a época estival para “refrescar” as ideias com mergulhos na piscina ou no mar. Porém, levar o smartphone, ou qualquer outro gadget, para a praia ou piscina sem algum tipo de proteção é arriscado. Afinal, ninguém gosta de mandar o smartphone para o arranjo, ou, pior, para o lixo, por um erro que poderia ter sido evitado.

Para o ajudar a manter os seus equipamentos mais bem protegidos e até a “mergulhar” o smartphone na piscina sem ter de o mandar depois para o lixo, o SAPO TEK compilou algumas propostas de bolsas e capas. E temos ainda uma lista de aspectos deve ter em conta antes de as comprar.

Na Internet poderá encontrar uma grande variedade de bolsas e capas preparadas para manter o seu smartphone mais protegido contra a água. Mas, que opção escolher? Aqui há duas grandes questões a ter em conta: o tipo de atividade que pretende fazer e o grau de proteção IP do seu equipamento.

O que significam os números do grau IP?

Desenvolvido pelo comité técnico da Comissão Eletrotécnica Internacional (IEC na sigla em inglês) o grau de IP (Ingress Protection) é uma métrica concebida para estabelecer um standard que possa ser aplicado a toda a indústria e para ajudar os consumidores a perceberem o quão resistentes são os equipamentos.

O primeiro dos números que figura numa designação de grau IP refere-se à proteção contra a intrusão de objetos sólidos, como pó, numa escala de 0 a 6. Já o segundo número detalha o nível de proteção contra líquidos, como água, numa escala de 0 a 9.

IEC | Guia sobre o grau IP
créditos: IEC

Olhando para a proteção contra a intrusão de água nos equipamentos, eis o que deve ter em conta:

  • IPX0 – Sem proteção.
  • IPX1 – Proteção contra gotas de água que caem na vertical.
  • IPX2 – Proteção contra gotas de água que caem na vertical quando o equipamento se apresenta uma inclinação de até 15°.
  • IPX3 – Proteção contra sprays de água num ângulo até 60° ou em ambos os lados do equipamento na vertical.
  • IPX4 – Proteção contra salpicos de água.
  • IPX5 – Proteção contra jatos de água.
  • IPX6 - Proteção contra fortes jatos de água.
  • IPX7 – Proteção contra os efeitos da imersão temporária em água (até 1 metro de profundidade)
  • IPX8 – Proteção contra os efeitos da imersão contínua em água (a mais de 1 metro de profundidade)
  • IPX9 – Proteção contra água projetada a grande pressão e a temperaturas elevadas.

No mercado já é possível encontrar vários smartphones com graus IP de proteção contra água particularmente elevados. Veja-se o caso do Cat S42 H+, um equipamento que conta simultaneamente com IP68 e IP69, podendo até ser lavado com água e sabão, desinfetantes e mesmo lixívia.

Ainda no mundo dos smartphones mais “robustos”, encontramos os recentes Samsung XCover 5 e Motorola Defy, ambos com IP68 e com proteção contra água até 1 e 1,5 metros de profundidade durante 30 e 35 minutos, respetivamente.

Fora deste universo, existem múltiplos smartphones de marcas bem conhecidas, da Apple à Samsung, passando pela Huawei, OnePlus ou Xiaomi, com graus de proteção contra água elevados. De qualquer das formas, é importante confirmar o grau do seu smartphone através das informações disponibilizadas pelas fabricantes nos seus websites, ou, então, no manual que acompanha o equipamento.

De bolsas a capas: 5 formas de proteger o seu smartphone

Depois de conhecer bem o grau IP de proteção do seu smartphone contra água, importa perceber qual é o tipo de atividade que pretende fazer, de modo a avaliar o tipo de proteção exterior mais adequada ao seu caso. As bolsas de plástico, por exemplo, costumam ser as opções mais populares, porém não se adequam a todas as situações.

Certos tipos de bolsas estão preparados para proteger o smartphone apenas contra salpicos, não sendo indicadas para “mergulhar” o equipamento na água. Já outras dispõem de um maior nível de proteção, sendo mais estanques e impedindo eventuais fugas.

Embora sejam mais caras, as capas “à prova de água” são também uma opção a considerar caso pretenda aventurar-se a explorar o seu lado mais criativo e a captar fotos debaixo de água.

Note que, tanto no caso das bolsas como das capas, a utilização de algumas funcionalidades pode ver-se condicionada, tal como a dos sensores de impressões digitais, e poderá ser necessário configurar o equipamento na secção de definições.

Nas sugestões que lhe propomos poderá encontrar opções mais “universais” e que se adaptam a modelos de diferentes tamanhos e marcas, assim como algumas destinadas a equipamentos de fabricantes específicas.

Clique nas imagens para descobrir 5 bolsas e capas para proteger o seu smartphone

Esta bolsa para smartphones apresenta-se como uma opção adequada para equipamentos com dimensões máximas de 9 centímetros de largura e 16 centímetros de comprimento. Uma vez bem fechada, a bolsa pode ser submergida até 3 metros durante 1 hora. Fora de água, permite a utilização das funções táteis do equipamento. Já dentro de água, devido à pressão, não é possível usar as funções táteis, mas, se deseja tirar fotos subaquáticas, pode sempre configurar o smartphone captar imagens com os botões mecânicos do aparelho.

A bolsa impermeável da Syncwire foi concebida para smartphones até 17,7 centímetros de comprimento, sendo compatível com a vasta maioria dos smartphones, estanque até 3 metros de profundidade e até flutuante. À semelhança da proposta anterior, para tirar fotos debaixo de água terá de configurar o smartphone usar os botões mecânicos.

Compatível com smartphones com ecrãs até 7 polegadas, a bolsa impermeável JOTO pode ser submergida até 3 metros e conta com um mecanismo de segurança para garantir que a água não entra. A bolsa é feita em plástico TPU e, fora de água, permite a utilização das funções táteis do equipamento. Para um transporte mais fácil, a bolsa dispõe de uma alça de pescoço.

A capa impermeável da SHELLBOX é compatível com smartphones que tenham ecrãs com menos de 6,8 polegadas e que tenham os botões de volume do lado esquerdo. Por fora, a capa dispõe de uma estrutura robusta e, graças à inclusão de um obturador, permite captar facilmente fotos debaixo de água. Em destaque está também um de tripé de câmara incorporado e uma alça de pescoço para facilitar o transporte.

A linha de capas Nautical da Ghostek foi criada para dar uma proteção extra contra água para iPhones e smartphones Galaxy da Samsung. Além do seu exterior robusto, resistente a quedas até 3 metros e com uma espécie de “selo” que impede a entrada de água pela entrada de carregamento dos smartphones e uma camada protetora para as câmaras traseiras, a capa é submergível até 6 metros de profundidade.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.