Tem em casa um smartphone antigo a ganhar pó no fundo de uma gaveta e não sabe bem que destino lhe dar? É verdade que o pode vender, mas se o equipamento ainda funciona, e tem um sistema operativo que ainda recebe atualizações de segurança, porque não lhe dar uma nova vida e transformá-lo numa câmara de vigilância?

Dependendo do tipo de serviço, os sistemas de vigilância mais "tradicionais" podem ser particularmente caros. Se tem um orçamento mais limitado e se pretende manter debaixo de olho apenas uma zona específica da casa, ou então, por exemplo, saber o que andam a fazer os seus animais de estimação quando está no trabalho, transformar um smartphone que já não usa é uma opção a considerar.

É possível encontrar nas lojas digitais da Google e da Apple uma grande variedade de aplicações que o podem ajudar no processo, muitas delas com opções gratuitas além de modos pagos que permitem aceder a funcionalidades mais avançadas.

Entre as mais conhecidas destacam-se a Alfred, cuja configuração demonstramos neste artigo, a Manything, ou a Presence. Na Play Store e App Store há também espaço para aplicações com propósitos mais específicos, como a Bibino, concebida para ajudar a monitorizar o que bebés ou crianças estão a fazer, ou ainda para manter um olho atento nos seus animais de estimação, como a Barkio.

Depois de configurar a aplicação, poderá colocar o smartphone transformado em câmara no local que pretende monitorizar, recorrendo a um suporte ou até a um pequeno tripé para mantê-lo na posição correta.

Uma vez que a utilização mais intensiva da câmara acaba por ter um impacto na autonomia da bateria é importante que coloque o smartphone perto de uma tomada, para que o possa manter ligado e evitar possíveis confusões com cabos de alimentação.

Note que, de modo a assegurar que tudo corre como planeado, deve evitar apontar a câmara do smartphone para superfícies refletoras e, tendo em conta as funcionalidades de deteção de movimento já incluídas nas aplicações de monitorização, não a aponte para objetos que se movam, como ventoinhas, uma vez que podem causar disrupções.

Clique nas imagens para saber como transformar um smartphone antigo numa câmara de vigilância

Siga estes passos:

1 – Comece por fazer o download da aplicação para o seu smartphone atual e para o equipamento que pretende usar como câmara de vigilância. No caso da Alfred, depois do processo de instalação, pode fazer login com a mesma conta no dispositivo mais antigo, ou então fazer scan do código QR para emparelhar os equipamentos.

2 – Uma vez emparelhados, pode partir para a configuração do sistema. Na aplicação é possível dar um nome à câmara, consoante, por exemplo, o local onde está a ser utilizada.

3 - É possível configurar a deteção de movimentos, que, tal como o seu nome indica, identifica movimento e começa a gravar automaticamente o que se está a passar. Na secção de definições da câmara, pode configurar a sensibilidade da funcionalidade, o modo e zonas de deteção, sendo também possível ativar notificações e lembretes.

4 – Para ajudar a reduzir o consumo de energia ative o modo automático de poupança de energia nas definições da câmara. Este modo permite escurecer o ecrã do smartphone que está a ser usado como câmara após três minutos de inatividade.

5 – Se quer partilhar a câmara com outras pessoas que vivem consigo vá a “Circulo de confiança” e adicione as contas desejadas.

6 – Depois de ter tudo configurado e de colocar a sua nova câmara de vigilância num local adequado, a aplicação dá-lhe a possibilidade de interagir com a mesma à distância, incluindo botões que permitem gravar ou até falar com quem está em casa.

7 – Aqui é também possível ativar o modo de luz fraca, que funciona como uma espécie de visão noturna, assim como uma lanterna, ou ainda uma sirene.

8 – Caso o seu smartphone atual fique sem bateria e não consiga aceder à app, se tiver um computador por perto sempre pode ver o que se está a passar em casa através da Alfred WebViewer, bastando iniciar sessão com a conta que criou anteriormente.

O How To TeK é a rubrica do SAPO TeK que pretende ajudar todos os utilizadores em tarefas simples (mas que parecem complexas) na utilização de computadores e telemóveis. Se tiver sugestões de truques que quer ver esclarecidos envie um email para geral@tek.sapo.pt.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.