O fim de semana está quase a acabar e já começa a contagem decrescente para regressar ao trabalho ou ás aulas, mas enquanto a segunda feira não chega ainda há tempo de instalar mais algumas aplicações, até porque a chuva não convida a grandes passeios na rua...

Sem grandes anúncios de tecnologia, esta foi uma semana "morna" em que se ficou a saber que o iOS 8 está a ter uma adesão mais lenta que a versão anterior, numa altura em que as marcas de telemóveis, tablets e notebooks, entre outras áreas da eletrónica de consumo, afinam estratégias para o período alto das vendas que combina com o Natal.

Entre as aplicações que destacámos há algumas mais ligadas à produtividade, mas muitas também de puro lazer e entretenimento. Duas são portuguesas e todas são de instalação gratuita a partir das lojas da Apple ou da Google Play.

Navegue pelas próximas páginas e descubra, ou redescubra, as apps que a equipa do TeK destacou esta semana.

Dead streaming promove regresso do Walking Dead a Portugal

É um passatempo original, criado por uma empresa portuguesa e atentamente observado pela Fox Internacional, aquele que promove o aguardado regresso da série Walking Dead.





A quinta temporada de um dos maiores sucessos atuais das series para televisão regressa a Portugal no próximo dia 13 de outubro, um dia depois da estreai mundial nos Estados Unidos.


Para promover o regresso de Walking Dead, a Fox Portugal contratou a portuguesa By para criar uma aplicação que também é um passatempo e que desafia os fãs a matarem um morto-vivo e com isso ganharem bilhetes para a antestreia do primeiro episódio.


A aplicação para Facebook corre na página da Fox Portugal e uma vez por dia dá a oportunidade de disparar e matar um morto-vivo, que a qualquer altura pode ser visto por quem passa pela página, como se de um live streaming se tratasse. Já a hipótese de disparar tem hora certa.

A aplicação chama-se Dead Streaming. Foi criada em 10 dias e envolveu várias equipas da BY, "nomeadamente, motion, criativos/estrategas, produção, social media, captação de imagem (em colaboração com a That Image), fotografia, design e gestor de projeto", explicou ao TeK Luís Gama, diretor de redes sociais da empresa. Conta até agora com cerca de 16 mil page views, sendo que cada visitante está na app cerca de 3 minutos.



O desafio foi criado para promover a nova temporada da série apenas em Portugal, mas a By assegura que o projeto está sob "observação da FOX International Channels, o que pode abrir caminho para futuros projetos".

Veja a próxima aplicação

Afinal quem é o seu melhor amigo/a no Facebook?

É fácil acumular amigos na rede social, mesmo que na verdade não os conheça a todos e que seja "amigo verdadeiro" só de muito poucos. Mas há formas de saber qual é o melhor.

[caption]app[/caption]

A proposta de apurar finalmente quem é o seu melhor amigo/a é da aplicação "My best friend on FB", uma app do Facebook, que como acontece nestes casos, tem uma política bastante intrusiva, acedendo à informação e contactos do seu perfil.

Depois de dar estas permissões tem a possibilidade de escolher se quer fazer o apuramento dos amigos na categoria de Homem, Mulher ou Todos.

Alguns segundos depois (o tempo depende do tipo de atividade da página) as contas são apresentadas, mostrando os cinco perfis mais ativos, com o número de mensagens, comentários e gostos.

Claro que esta informação pode corresponder à verdadeira amizade ou não... Mas isso já lhe cabe a si decidir.

No final pode ainda publicar o resultado no seu perfil, selecionando as opções de publicação para todos, só para amigos, ou deixar esse post para mais tarde. E até pode eliminar a ligação da app na área de definições/aplicações, para não deixar qualquer rasto...

A aplicação é simples e o seu propósito também, mas a verdade é que a adesão está a aumentar. Sente-se tentado a experimentar?

Veja a próxima aplicação

Doublie: a app que faz dos famosos verdadeiros emplastros

A Doublie tem a ver com selfies e também com "cromos" ou "emplastros", como lhe queira chamar, mas estamos a referir-nos às pessoas que se "colam" a fotos alheias. E aqui são famosas.

Num primeiro passo, há que tirar a própria da selfie numa pose que deixe espaço suficiente para que se possam acrescentar depois outros elementos. De seguida é escolher entre os cerca de 10.000 stickers disponibilizados pela app.

Dos diversos recursos fazem parte celebridades quanto baste, entre atores, músicos e políticos em poses bastante sugestivas e muitas máscaras, chapéus, coroas e até uns Google Glass, entre outros disfarces que, com certeza, irão tornar as selfies mais divertidas.

As fotos podem ser partilhadas diretamente com terceiros através das redes sociais Facebook, Twitter ou Instagram.

A Doublie é gratuita e de momento está apenas disponível para iOS.

Veja a próxima aplicação

CryptMe: uma app para enviar mensagens indecifráveis

A aplicação é portuguesa e promete proteger as mensagens que quer enviar por SMS ou email, tornando-as indecifráveis.




A CryptMe recorre ao Advanced Encryption Standard (AES) com chave simétrica de 128-bit para codificar as mensagens "tratadas" através da aplicação e só o destinatário com a palavra-chave correta pode decifrar o conteúdo.


A aplicação também permite descodificar mensagens codificadas, enviadas por outros utilizadores do mesmo serviço, que está disponível numa app gratuita, mas que também conta com uma versão Pro.


Na versão gratuita a CryptMe, desenvolvida para Android, usa publicidade. A versão Pro elimina a publicidade e usa chave simétrica de AES 256-bit.

Veja a próxima aplicação

Ghump é a maneira portuguesa de transferir imagens de um iPhone para outro ecrã

A aplicação desenvolvida em Portugal assume como tarefa o facilitar de partilha de imagens do iPhone para outros ecrãs. O único requisito é que o smartphone, tablet, computador ou televisor de destino tenham ligação à Internet.

Tem imagens num iPhone ou num iPad que gostava de partilhar noutros ecrãs, por exemplo, durante uma festa? Nada mais fácil caso tenha a aplicação Ghump instalada.

Desenvolvida por portugueses, a app apenas precisa de ligação à Internet no terminal de envio e de receção para funcionar. Nada de fios à mistura.

No dispositivo onde quer ver as fotos, por exemplo um computador, aceda ao browser e aceda ao site ghump.com. Aí vai aparecer um Código QR que deve ser lido pelo telemóvel a partir do qual quer mostrar as fotografias.

Depois de feito este “emparelhamento” o utilizador está pronto a mostrar a sua galeria num ecrã maior e possivelmente para uma audiência também maior. De certa forma acaba por funcionar como a tecnologia Miracast, mas no iOS e sem que os equipamentos tenham de suportar este protocolo.

A aplicação é exclusiva para o sistema operativo da Apple e está disponível de forma gratuita.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.