Arranca em janeiro do próximo ano, um novo requisito das lojas de aplicações da Apple. Os programadores com aplicações que permitam a criação local de contas, na app, terão de passar a disponibilizar também uma forma de encerrar essas contas. 

A Apple já tinha anunciado que ia implementar esta alteração, quando detalhou algumas mudanças em preparação nas linhas orientadoras da loja, durante a última edição da sua conferência de programadores, em junho. Explica agora que a opção terá de ser disponibilizada em novas apps, mas também com aplicações já disponíveis na loja, via atualização.

A nova regra dita que o processo seja iniciado na app, embora possa ser concluído fora dela, detalha o The Verge. Ou seja, sempre que uma aplicação permitir a criação de uma conta deve ter uma opção para encerrá-la, que o utilizador pode selecionar na app e terminar aí o processo, ou para seguir até outro site ou interface onde possa fazê-lo. 

A nova política vai abranger as aplicações desenvolvidas para iOS, iPadOS e macOS e entrará em vigor a 31 de janeiro. A medida junta-se a outras que a Apple tem implementado, segundo a empresa, com o intuito de dar mais poder aos utilizadores para controlarem os serviços que usam no ecossistema Apple e o acesso aos seus dados  pessoais. 

Nos últimos meses, a Apple tem anunciado planos para introduzir várias alterações nas regras das lojas de aplicações, sobretudo no que se refere a aplicações para iPhone e iPad. Boa parte dessas alterações têm a ver com a polémica distribuição de receitas entre a fabricante e os programadores que desenvolvem para a App Store, se bem que não visam ainda nenhuma alteração generalizada e de grande impacto a esta regra. 

Apple faz novas concessões na política da App Store para pagamentos fora da loja
Apple faz novas concessões na política da App Store para pagamentos fora da loja
Ver artigo

Na mesma linha, a empresa mostra-se agora também mais aberta à  interação dos programadores com quem utiliza as suas apps no ecossistema iOS, fora da app, uma possibilidade que tem mantido opções restritas. 

A partir do próximo ano, por exemplo, a dona do iPhone passa a permitir que as “reader apps” - aplicações que não permitem compras locais - partilhem um link a encaminhar os utilizadores para o seu site, para lá poderem criar ou gerir uma conta. A medida foi um dos compromissos assumidos pela empresa no Japão, para pôr fim a um processo de investigação às políticas da App Store, mas vai ser aplicada a nível global.  

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.