De acordo com um estudo realizado pela L2, que acompanhou as publicações de 89 marcas presentes no Instagram e no Snapchat, as empresas tendem a preferir as stories da primeira aos snaps da segunda.

Os resultados aferidos por esta tecnológica, que é especialista em soluções digitais para pequenos e grandes negócios, mostraram que, ao longo deste período de análise, as marcas publicaram um total de 1.347 stories no Instagram e menos de metade no Snapchat (614).

Publicidade chega às Stories do Instagram depois de crescerem 50% em menos de três meses
Publicidade chega às Stories do Instagram depois de crescerem 50% em menos de três meses
Ver artigo

No relatório lê-se que o Snapchat é maioritariamente utilizado por marcas de beleza. Dos conteúdos analisados naquela app, a L2 adianta que 72% eram provenientes de contas do género, ao passo que apenas 13% dos snaps tinham sido publicados por marcas de retalho. Empresas de viagens, fabricantes automóveis, eletrónica de consumo e roupa desportiva foram os autores dos restantes 15%.

Em contraste, as marcas de beleza criaram apenas 38% das stories analisadas no Instagram. As retalhistas foram responsáveis por 26% e as marcas de luxo, em conjunto com as empresas de bens de consumo embalados (Dove, Pepsi, Colgate), por 21%. Por último, 15% das stories foram feitas por marcas de roupa desportiva, eletrónica de consumo e "outras".

As conclusões da L2 não devem ser uma surpresa para indústria, uma vez que as Instagram Stories contam com cerca de 200 milhões de utilizadores ativos diariamente, mais 40 milhões do que o Snapchat. Em adição, o Instagram permite ainda a integração de publicidade entre as stories dos contactos dos utilizadores, de informação adicional, hiperligações, tags e links diretos para realizar compras.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.