A saga da guerra comercial entre os Estados Unidos e a Huawei parece ainda não ter um fim à vista, no entanto, a fabricante chinesa poderá manter-se fiel ao seu calendário tecnológico. Segundo Richard Yu, CEO da empresa, o próximo smartphone da linha P da Huawei vai chegar já em março de 2020, num evento em Paris, avança o website Frandroid.

Numa conferência com imprensa francesa em Shenzhen, na China, o responsável indicou que o novo Huawei P40 viria equipado com os Huawei Mobile Services. À semelhança do que aconteceu na apresentação do Mate 30, o primeiro smartphone da fabricante depois do bloqueio dos Estados Unidos, na IFA 2019, o responsável não terá dito claramente que esta será a opção da empresa para substituir os Google Mobile Services.

Sob a mesa esteve também a questão do sistema operativo no novo smartphone da linha P. Ao que tudo indica, a Huawei está a desenvolver o HarmonyOS, seu próprio SO para dispositivos móveis. No entanto, o CEO da empresa indicou que este não está pronto a tempo do lançamento do P40. Assim sendo, o equipamento poderá trazer instalada a versão Open Source do Android 10, o EMUI 10.

Ainda antes do anúncio de Richard Yu, tinham já surgido rumores acerca do aspeto e especificidades do Huawei P40. Uma imagem do equipamento terá circulado online, demonstrando um smartphone com ecrã curvo, não muito diferente do anterior P30 Pro. Na traseira, há uma saliência que poderá ser um quadrado que alberga os sensores de câmaras. Na parte lateral direita, os botões de volume e de energia estão também dispostos.

Será este o Huawei P40? Imagem sugere ecrã curvo e quatro câmaras
Será este o Huawei P40? Imagem sugere ecrã curvo e quatro câmaras
Ver artigo

No que toca ao que poderá existir por baixo do “capot” do P40, prevê-se que o dispositivo chegue com o Kirin 990 5G SoC. O P40 poderá ainda ter um ecrã AMOLED de 6,57 polegadas, com um design punch-hole duplo, com uma resolução de 2K+ e suporte a conteúdos HDR.

O mesmo processador será a base do smartphone dobrável Mate Xs, com data prevista também para março, praticamente um ano depois de ser revelado. Depois das polémicas em torno do Samsung Galaxy Fold, a fabricante chinesa decidiu também adiar para melhorar o sistema de dobradiças, assim como o próprio ecrã dobrável, para além da atualização do SoC. Segundo avança o website bgr.in, o smartphone será apresentado durante o Mobile World Congress no próximo ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.