O Nokia 8110 é um regresso às origens. Um apelo à nostalgia que já havia resultado em 2017 com o lançamento da nova versão do 3310. Neste caso, a renovação é igualmente evidente. Apesar de manter o seu formato curvo, que se adapta ao formato da face do utilizador, e a tampa frontal deslizante, o telefone integra agora uma mão cheia de funcionalidades que a tecnologia ainda não permitia em 1996, por altura do lançamento da versão original deste equipamento. Falamos, claro, de acesso à internet, uma câmara fotográfica, Wi-Fi e tudo o que vem inerente a estas tecnologias.

Apesar de ser um feature phone, o equipamento apresentado no MWC18  integra ainda suporte para algumas aplicações que foram especificamente adaptadas às suas capacidades, como é o caso do Google Assistant, do Google Maps e do motor de busca da empresa norte-americana. Facebook, Twitter e o mítico jogo Snake, também não faltam.

Nokia 3310 gerou “onda positiva” e as expectativas de venda em Portugal são otimistas
Nokia 3310 gerou “onda positiva” e as expectativas de venda em Portugal são otimistas
Ver artigo

Tal como aconteceu com o 3310, a empresa anunciou o 8110 como um telefone de férias, que pode entrar em cena quando o utilizador se quiser desligar do frenesim de notificações que os smartphones potenciam, ou simplesmente quando for aconselhável poupar o seu smartphone.

No que toca às especificações técnicas, a HMD sublinha a autonomia para 17 dias de utilização. De resto, conta-se ainda um processador Qualcomm Snapdragon 205, 512MB de RAM, 4GB de memória interna, um display QVGA de 2,4 polegadas, uma câmara traseira de 2MP e rádio FM.

O telemóvel vai chegar ao mercado em abril com um preço base de 79 euros.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação. última atualização às 20h52.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.