Um estudo da IDC aponta para um crescimento do mercado de dispositivos wearable, na ordem dos 15,1% em 2018, totalizando 132,9 milhões de unidades vendidas. A empresa de análise de mercado projeta um crescimento de 13,4% para os próximos cinco anos, sendo esperado que se atinjam as 219,4 milhões de unidades em 2022.

Os smartwatches são apontados como os dispositivos preferidos dos utilizadores, inicialmente utilizados para atividades físicas e fitness, mas através do emparelhamento com os smartphones e a introdução de funcionalidades como aceder às mensagens, ouvir música em streaming ou efetuar pagamentos, têm tornado os relógios mais populares.

O segmento de relógios para o público mais jovem também tem crescido, mas para já associado ao mercado chinês. Segundo o IDC, dois em cada cinco dispositivos wearable vendidos em 2022 serão relógios inteligentes.

Em 2017 a Apple liderou claramente este segmento, garantindo mais de metade de todos os smartwatches vendidos, deixando para trás concorrentes como a Fitbit, Garmin e os fabricantes que entraram no mundo Wear OS, baseado em Android. Segundo os números da empresa, em 2017 vendeu 18 milhões de relógios.

Embora as pulseiras de fitness e os smartwatches se destaquem, outros aparelhos wearable minoritários continuarão a crescer durante o mesmo período projetado, tais como a roupa e os auriculares, sobretudo devido à evolução dos assistentes de inteligência artificial.

No quadro em baixo pode verificar a projeção da quota do mercado dos dispositivos até 2022, distribuídos nas diferentes categorias.

idc smartwatch

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.