A nova "variante" terá sido lançada por um grupo de cibercriminosos chamado Reveton, responsável por diferentes tipos de ransomware, e foi descoberta por um investigador de segurança conhecido como Kafeine.

A amostra de software malicioso é similar ao Cryptolocker, o famoso ransomware descoberto em 2013 que bloqueia computadores.

No caso dos dispositivos Android, o malware afeta os smartphones e tablets dos utilizadores que se ligam a um domínio infetado com este Trojan de Ransomware, bloqueando o equipamento e exigindo algo em troca do seu desbloqueio ou "libertação".

Nesta situação, o vírus exige à vítima o pagamento de um resgate pecuniário para libertar o smartphone da sua atividade maliciosa, em que o utilizador é redirecionado para uma página web pornográfica na qual é levado a aceder a um ficheiro de aplicação que contém o malware.

O dispositivo só é infetado se o seu dono aceder a instalar esta aplicação, já que o processo não é automático, sublinha a Kaspersky Lab.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.