O evento anual Apple Worldwide Developers Conference terá início hoje às 18h00 (hora de Lisboa), transmitido diretamente da Apple Park em Cupertino. Devido à pandemia de COVID-19, o evento será totalmente digital, à semelhança do ano passado. Como é habitual, o evento dedicado a developers começa com uma conferência de Tim Cook, onde é revelado o futuro dos sistemas operativos dos equipamentos da gigante tecnológica, com a participação de developers que produzem aplicações para as plataformas.

O WWDC21 será transmitido online no seu website oficial, e a conferência de abertura vai revelar as novidades para o futuro de iOS, iPadOS, macOS, tvOS e watchOS. O evento costuma ser um importante palco de revelações importantes sobre os equipamentos da Apple. No ano passado, a empresa da maçã revelou a sua nova arquitetura Apple Silicon para os Macs, assim como as mudanças nos seus sistemas operativos.

Um dos rumores para a edição deste ano centram-se na possibilidade da Apple anunciar um novo MacBook Pro, com o regresso do sistema de carregamento magnético MagSafe que foi implementado nos portáteis de 2006 e desaparecidos desde 2016. Ainda sobre o portátil, espera-se que substitua a Touch Bar por botões físicos.

A fabricante poderá estar a planear dois novos chips para o seu portátil, ambos com oito núcleos de alta performance e dois de eficiência energética. A subida da memória dos 16 GB para 64 GB poderá ser também uma das atualizações. Versões de 14 ou 16 polegadas de ecrãs, que também vão ser melhorados ao nível de contraste e brilho. Os rumores focam-se ainda na possibilidade da Apple falar de um novo MacBook Air, um MacBook Pro de gama de entrada, MacBook Pro workstation, um poderoso Mac mini e um iMac maior. Um autêntico cartão de bingo que só logo se poderá confirmar.

Sobre o sistema operativo do iPhone, o iOS 15 poderá apresentar melhorias nas notificações. Fala-se de diferentes perfis de notificações para quando está a conduzir, a trabalhar ou a dormir, assim como um personalizado pelo utilizador. Neste caso, pode criar respostas automáticas mediante o tipo de perfil, como por exemplo, alertar que está a conduzir. Ainda no que diz respeito ao iOS 15, esperam-se mais funcionalidades de privacidade, tal como alertas aos utilizadores quando as aplicações estão a recolher dados sobre si.

Segundo a Bloomberg, a Apple quer tornar o iMessagens numa app mais próxima de uma rede social, à semelhança do WhatsApp.

Para o iPadOS 15, esperam-se atualizações profundas ao ecrã principal, oferecendo maior flexibilidade aos utilizadores de colocam os widgets onde entenderem. Os especialistas esperam ainda novas funcionalidades que tirem vantagem dos novos modelos de iPad Pro com o mais recente processador M1 da Apple. Poderá ter melhorias nas funcionalidades de acessibilidade, sobretudo direcionadas a utilizadores com dificuldades auditivas.

Já os rumores em torno dos restantes sistemas operativos não são muitos, embora se esperem novidades para o MacOS, WatchOS 8 e TVOS 15. Até porque o Mac recebeu uma grande atualização no ano passado. Espera-se, no entanto, que a Apple adicione um novo sistema operativo à família, o homeOS. A dica foi dada pela própria gigante tecnológica, numa oferta de trabalho, que depois acabou rapidamente por ser retirada. Nada se sabe sobre o mesmo, mas pelo nome poderá ser focada em produtos IoT, incluindo Apple TV e HomePod Mini.

Há anos que se espera a posição da Apple sobre a tecnologia de realidade aumentada e virtual. Será desta que a empresa revela alguma coisa sobre o seu headset? Os rumores são muitos, desde o seu peso leve de 150 gramas, que servirá de base a um iPhone, assim como a adoção de lentes fornecidas pela Fresnel, capazes de aumentar o campo de visão, mas ao mesmo tempo são finas e de peso reduzido.

O headset VR estará equipado com uma dúzia de câmaras que servirão para fazer tracking às mãos dos utilizadores e mostrar-lhes, em vídeo, o mundo real através dos dois ecrãs de 8K de resolução. A ideia parece passar por captar o mundo, processar com elementos virtuais e apresentar uma experiência de realidade mista aos utilizadores. O sistema poderá ter ainda tecnologia avançada de eye-tracking, naquele que pode ser o mais ambicioso equipamento de realidade mista. Recentemente a Apple registou uma patente de um dispositivo para realidade aumentada e virtual que se "veste" nos pés. Ou seja, um sensor háptico para os pés dos utilizadores para experiências mais imersivas.

Estas são as principais novidades da Apple que podem ser anunciadas no WWDC 2021. Mas há espaço para surpresas.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.