São produtos como o iPhone, iPad, Mac e iPod que fizeram da Apple o que ela é hoje, com o smartphone da gigante de Cupertino a ocupar a posição de “vaca sagrada” das receitas.

Contudo, nos últimos anos o segmento dos serviços da Apple tem vindo a conquistar discretamente o segundo lugar de maior contribuinte das vendas gerais da tecnológica.

Embora esta área de negócio inclua o seu departamento de streaming de música, a Apple Music, a plataforma iTunes e a  “carteira digital”, Apple Pay, é a aniversariante App Store a impulsionadora do crescimento deste segmento.

Aplicações para iPhone têm menos downloads mas são mais rentáveis
Aplicações para iPhone têm menos downloads mas são mais rentáveis
Ver artigo

Em 2017, a Apple pagou 26,5 mil milhões de dólares a programadores de aplicações para a sua loja. Uma vez que as receitas são divididas numa percentagem de 70/30, a favor dos programadores, isso traduz-se num lucro de cerca de 10 mil milhões para a empresa.

tek apple

A fazer este mês uma década, a loja de distribuição digital da Apple já deu a ganhar aos programadores de aplicações para iOS mais de 100 mil milhões de dólares, ao passo que a marca da maçã “amealhou” cerca de 40 mil milhões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.