Nunca vamos terminar de fotografar o espaço. Parte da sua beleza também é saber que, por mais imagens que a NASA nos mostre, continuaremos sempre a ter um novo canto por descobrir. E maio foi mais um mês repleto de incríveis paisagens cósmicas. No dia 13, por exemplo, pudemos ter um vislumbre de Júpiter, captado em infravermelhos. A imagem foi composta por astrónomos do observatório Gemini, situado no Havai. Graças a esta tecnologia, é possível vermos as zonas luminosas que se escondem por debaixo das grossas nuvens que pairam na atmosfera daquele planeta. Imagens desta qualidade, permitem aos cientistas estudar a meteorologia de Júpiter com maior detalhe.

A 24 de maio, foi destacado outro planeta, também ele captado em grande detalhe. A NASA chamou a esta imagem, Valles Marineris: O Grand Canyon de Marte. É o maior desfiladeiro do nossos sistema solar; tem mais de 3 mil quilómetros de comprimento e chega a ter 8 quilómetros de profundidade. Para que tenha uma noção mais terrena da dimensão, comparemo-lo com o maior desfiladeiro da Terra, que fica no Arizona e tem "apenas" 800 quilómetros de comprimento e 1,8 de profundidade na zona mais funda.

Há muitas outras imagens na galeria abaixo, todas elas com uma história por contar, bem como dois vídeos, onde poderá viajar através do chamado Recife Cósmico.

Veja ainda os vídeos partilhados durante o último mês

4 de maio de 2020

Earth Flyby of BepiColombo
Image Credit & License: ESA, BepiColombo, MTM

18 de maio de 2020

Journey into the Cosmic Reef
Video Credit: NASA, ESA, and Viz3D Team (STScIi)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.