A gigante do comércio eletrónico faz assim crescer o rol de alternativas para quem está a pensar a pensar renovar o parque de gadgets a partir de outubro, ou seja, com a época natalícia já incluída no roll out.

Aquele que é modelo mais económico dos novos tablets da Amazon está disponível em dois tamanhos, de 6 ou 7 polegadas, para preços de 99 dólares e 139 dólares, respetivamente, na configuração de 8GB de armazenamento. Vai existir também na versão de 16GB.

Os novos Fire HD têm ecrã com uma resolução de 1280x800 pixéis, um processador de quatro núcleos a 1,5 GHz, áudio Dolby Digital, câmara principal de 2 megapixéis, capaz de gravar vídeos a 1080p, e uma câmara frontal VGA.

O Kindle Fire HDX é apresentado como o primeiro tablet a integrar um processador Snapdragon 805 de quatro núcleos, a 2,5GHz e um motor gráfico que promete ser 70% mais rápido do que os seus predecessores.

O ecrã de 8,9 polegadas tem uma resolução de 2.560x1.600 píxeis, ou uma densidade de 339 píxeis por polegada, e incorpora Dynamic Light Control, um sistema de balanceamento de brancos automático cuja intenção é fazer com que as páginas de qualquer livro digital se assemelhem a uma folha de papel real.

O peso é outro dos pontos fortes do Fire HDX, já que só tem 374 gramas, por comparação menos 20% do que o iPad Air por exemplo. A autonomia é de 12 horas. A cámara principal é de 8 megapixeis.

Tal como o Fire HD, o HDX também começa a ser comercializado a 21 de outubro, com preços a partir dos 379 dólares para a configuração de 16GB de capacidade de armazenamento, existindo também nas versões de 32GB e 64GB.

Exclusivamente para os mais novos, a Amazon propõe o Fire HD Kids Edition, um tablet com duas opções de tamanho, 6 e 7 polegadas, e uma garantia de dois anos à prova de qualquer descuido, esquecimento ou mesmo avaria. A máquina, tal como o nome indica, tem ecrã HD, processador de quatro núcleos, câmara atrás e à frente e áudio Dolby Digital.

Para os fãs da tinta eletrónica, e dos Kindle propriamente ditos, também há algumas novidades, nomeadamente com a chegada do Voyage, um leitor ultrafino, com resolução de ecrã melhorada que custa 199 dólares, oferecendo seis semanas de autonomia, entre outras caraterísticas.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.