A série Battlefield teve origem num período em que lançar jogos completamente focados nas batalhas multijogador online era um risco. Mas o título da sueca DICE provou ter qualidade suficiente para encher os seus servidores de jogadores. Os soldados virtuais, organizados por classes e a utilizar veículos, tomaram os gigantescos mapas de assalto, por terra, mar e ar, numa escala de confronto verdadeiramente épica.

Passaram-se muitos anos desde Battlefield 1942, e vários capítulos seguiram-se, introduzindo modos narrativos para jogar a solo, focando-se em diferentes períodos históricos, como o Vietname ou a Primeira Guerra Mundial, assim como conflitos ficcionais, contemporâneos e futuristas. Battlefield V aparece com uma numeração meio perdida no seio da série, mas acaba por ser um regresso temático às origens da Segunda Guerra Mundial. No entanto, mantém a estrutura do vencedor Battlefield 1, com uma pequena campanha narrativa dividida em capítulos, que no fundo serve como um tutorial de luxo para as partidas multijogador que caracterizam a série.

Isto significa que os jogadores irão aceder à história dividida em episódios, apelidados de War Stories, prevendo-se os três primeiros neste lançamento, seguindo-se outros nos próximos meses. Entre as narrativas irá encontrar o ponto de vista da resistência norueguesa às forças nazis ou acompanhar um franco-atirador senegalês durante a Operação Dragoon.

EA está a usar machine learning para tornar inimigos "mais reais"
EA está a usar machine learning para tornar inimigos "mais reais"
Ver artigo

Como já é apanágio da série, Battlefield V pretende oferecer uma experiência mais realística possível no que diz respeito a mecânicas de esquadrão, e neste caso os recursos da batalha, como munições e kits médicos, para dar maior destaque ao papel das classes dos soldados disponíveis. Os jogadores podem criar as suas personagens, com diversas opções cosméticas e caracterização de equipamento, adquiridas através de pontos amealhados a completar missões e objetivos nas partidas.

Como sempre, conte com diferentes modos de jogo online, destacando uma versão expandida de Operations, que foi introduzido no título anterior, colocando os jogadores em vários teatros operacionais interligados, com objetivos específicos, cujo resultado de um terá impacto no conflito seguinte.

Infelizmente o modo Battle Royale, popularizado por jogos como Fortnite e PUBG, e introduzido com sucesso no mais recente Call of Duty: Black Ops 4 foi adiado para março do próximo ano. Chama-se Firestorm e pretende colocar 64 jogadores, divididos em 16 equipas, num mapa gigantesco.

Battlefield V chegou hoje às lojas no PC, PS4 e Xbox One.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.