“O oceano cobre dois-terços do nosso planeta, no entanto e desde o início dos tempos, ainda só explorámos 5% dele”. Esta é uma das frases do vídeo de apresentação do Shell Ocean Discovery Xprize, a competição que procura projetos amadores com capacidade para revolucionarem a exploração do fundo dos mares.

Estão em jogo sete milhões de dólares: quatro para a equipa que conseguir atingir todos os objetivos, um milhão para o segundo classificado e um milhão de bónus para a equipa que conseguir fazer identificações biológicas e químicas. O milhão restante será distribuído pelas dez equipas que conseguirem ultrapassar a primeira fase do desafio.

Existem duas grandes etapas: na primeira os testes serão feitos a 2.000 metros de profundidade; na segunda fase o objetivo é atingir os 4.000 metros.

As inscrições vão estar disponíveis nos próximos nove meses, as equipas terão depois um ano para desenvolverem os seus robots de exploração e nos 18 meses seguintes serão realizadas as provas e respetivas avaliações, escreve o Engadget.

Mas os resultados podem ser gratificantes: a organização acredita que as pesquisas corretas poderão ajudar, por exemplo, a descobrir curas para algumas doenças.

O Xprize é um formato de competição que estimula a criação de tecnologias acessíveis para superarem desafios ‘impossíveis’: o concurso mais conhecido tem o apoio da Google e tem como objetivo colocar um rover na Lua.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.