Foi em julho de 2015 que uma equipa de engenheiros norte-americanos da MegaBots Inc. desafiou os seus congéneres japoneses para um duelo de proporções nunca antes vistas. A ideia, que veio a concretizar-se este ano, era construir dois robots de combate de dimensões avolumadas para que se enfrentassem numa arena, eternizando o momento para a história. A batalha, que opôs a empresa dos EUA à Suidobashi Heavy Industry, do Japão, já aconteceu, sob algum secretismo, mas vai agora ser transmitida ao mundo já a partir da próxima terça-feira, dia 17 de outubro.

Em comunicado, a MegaBots Inc escreve que o duelo consistiu em "múltiplos rounds de combate" e que seria impossível transmiti-lo em direto, uma vez que as equipas precisaram de vários, entre rounds, dias para reparar os seus robots.

 

A luta aconteceu numa fábrica abandonada, no Japão, e não contou com quaisquer espectadores para além dos engenheiros e de dois comentadores, Mike Goldberg, conhecido pelo seu trabalho no UFC, e Saura Naderi, especialista em robótica.

Mais importa dizer que o combate foi dinamizado com base num knockout, sem quaisquer pontuações envolvidas, sendo que a vitória seria sempre conquistada mediante um KO ou uma desistência. O tamanho, o peso e o poder das armas equipadas em cada um dos robots, foi deixado ao critério de cada uma das equipas. A única regra, sublinha um dos responsáveis pela equipa americana, era que as armas não conseguissem cortar através do metal.

A batalha vai ser transmitida no Twitch, dia 17 de outubro, terça-feira. Se estiver a pensar ligar-se, pode fazê-lo através deste link. O combate deverá começar por volta das 03h00 de Lisboa.