Se ter um carro que conduz sozinho e em segurança já é um feito tecnológico assinalável, ter um carro que também transforma o seu interior para adaptar-se a diferentes situações é ainda mais ‘surreal’. Mas é isso mesmo que a Volvo pretende fazer.

O conceito foi revelado na feira automóvel de Los Angeles, nos EUA, pela empresa sueca, agora detida por capital chinês. No Concept 26, como é apelidado, é tudo sobre os interiores e sobre os modos de condução.

Caso esteja em modo manual, então os interiores são tradicionais, focados na condução e com pouco espaço para distrações. Mas caso o utilizador queira que seja o veículo a tomar o leme da condução, então pode escolher dois ‘perfis’.

O primeiro: modo recreativo.

 

Basicamente o que o carro faz é criar mais espaço para o condutor, dá-lhe uma pequena mesa de apoio e faz aparecer um tablet de grandes dimensões como consola central do veículo.

Mas se ver um filme ou jogar um jogo no tablet não lhe parece suficientemente descontraído, então talvez o melhor é fazer o carro assumir o modo de relaxamento.

 

Neste conceito o banco inclina-se quase totalmente para trás para que o utilizador possa ver o ecrã de 25 polegadas de forma ainda mais descontraída ou se quiser, até dormir.

Escreve o The Verge que os carros da Volvo vão estar constantemente ligados a servidores e que os sensores do veículo indicarem que as condições envolventes não são indicadas para a condução autónoma, então esses modos são desativados.

A Volvo garante que ainda está a trabalhar no conceito, mas que espera ter um sistema semelhante nos cem veículos inteligentes que tenciona ter nas estradas de Gotemburgo, na Suéciaa, nos próximos anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.