No início do março, a SpaceX testou o SN10, o mais recente protótipo da Starship. Embora tenha conseguido completar a manobra prevista, que envolvia ascender aos 10 quilómetros e regressar, o protótipo da nave que um dia levará o Homem a Marte acabou por explodir.

Apesar do imprevisto, o SN10 foi o primeiro protótipo a conseguir aterrar. No entanto, muitos se questionam sobre o que realmente levou ao final explosivo do teste. Assim, Elon Musk partiu para o Twitter para explicar o que se sucedeu.

Recorde no vídeo a explosão do SN10 após a sua aterragem

Em resposta a um utilizador da rede social, o CEO da SpaceX indica que o motor do S10 não tinha impulso suficiente devido a uma infiltração parcial de hélio vinda do tanque de combustível.

O impacto da aterragem, que se previa muito mais “suave”, foi tanto que as pernas do protótipo foram esmagadas. De acordo com Elon Musk, a empresa está a trabalhar para evitar que aconteça o mesmo incidente no lançamento do S11.

Recorde-se que no voo anterior do protótipo anterior, o SN9, o foguetão atingiu uma altitude de 10 quilómetros e iniciou as manobras de regresso, porém não conseguiu endireitar-se a tempo e explodiu quando chegou ao solo. Ainda antes, o SN8 já tinha enfrentado um destino semelhante.

Após alcançar uma altitude de 13 quilómetros, o protótipo executou a manobra como esperado em direção ao local de aterragem, no entanto, um problema relacionado com a baixa pressão do tanque de combustível levou a uma explosão.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.