A tecnológica e o International Research Institute for Nuclear Decommissioning mostraram o robot que vai centrar uma operação de monitorização a um dos reatores da Central Nuclear de Fukushima. A missão pretende confirmar o nível de danos no interior do vaso de contenção nuclear do reator Nº2 e localizar objetos caídos.

O robot tem 54 centímetros de comprimento e nove centímetros de largura e pesa cerca de cinco quilos. A máquina vai ser alimentada através de um cabo e transportará duas câmaras, luzes LED, um contador de radiações e um termómetro.

 

De acordo com a Toshiba, o robot pode aguentar até 10 horas de trabalho numa área com radiações que chegam aos 100 sieverts por hora. O robot "consegue curvar a parte traseira como um escorpião e iluminar o que está à sua volta", explica a Toshiba.

Dois outros robots já entraram no reator Nº1 e foram bem-sucedidos na recolha de imagens, embora as duas máquinas não tenham sido retiradas do reator nuclear no fim da operação devido aos danos provocados pela radiação e por problemas técnicos.

 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.