Se ainda não o faz, certamente que já lhe passou pela cabeça ter no “grande ecrã” da sua televisão exatamente o que se está a passar no “pequeno ecrã” do seu smartphone. Para tal tem necessariamente de encontrar um modo de colocar os dois equipamentos a comunicarem entre si, algo que que pode ser feito de várias formas distintas.

E esses métodos, uns mais eficazes que outros, dependem bastante das características e funcionalidades tanto do televisor como do smartphone. O objetivo é, regra-geral, o streaming de conteúdos multimédia que queremos ver na televisão, mantendo a qualidade e a fluidez de reprodução, de preferência.

Por outro lado, também os jogos podem ser o principal motivo para estabelecermos esta ligação, bem como a simples ação de “espelhar” no ecrã da TV o que vemos no momento no ecrã de smartphone.

Fruto dos modos desktop de alguns smartphones recentes, por exemplo, até para trabalhar podemos recorrer a estes processos, sendo que podemos utilizar um monitor localizado no escritório em vez de um televisor que normalmente temos instalado na sala de estar.

Mas, afinal, quais as formas de estabelecer a ligação simples e rapidamente? Podemos fazê-lo com cabos e adaptadores próprios para o efeito, normalmente com uma ligação micro USB ou USB-C no “lado” do smartphone e uma HDMI na outra extremidade. Existem acessórios especialmente pensados para o processo, com portas extra para recarga do terminal móvel durante a ligação.

Mas também já é possível criar este tipo de ligação sem recorrer a qualquer cabo ou fio, diretamente ou com a ajuda de alguns dispositivos em particular, desde que todos os equipamentos se encontrem ligados à mesma rede Wi-Fi. Espreite a galeria abaixo.

Noutra perspetiva, se tiver no bolso um Samsung S9 ou Note9, bem como um Huawei Mate 20 Pro ou P20 Pro, por exemplo, saiba que estes terminais contam com um modo PC/desktop que adapta a interface do Android assim que o ligamos a um ecrã externo, seja um monitor ou uma TV. Esse é um dos métodos que referimos acima, aliás, e que disponibiliza, no fundo, um ambiente de trabalho típico dos computadores, com apps móveis perfeitamente adaptadas ao modo de visualização e utilização em causa.

Mas existem também algumas apps móveis para iOS e Android que permitem ligar o smartphone à TV de forma instantânea, quase, apesar de este ser um método um pouco menos funcional. Isto porque serve essencialmente para a reprodução de fotos e vídeos que temos no terminal móvel no ecrã do televisor, deixando de lado as funções de streaming.

São exemplos disso mesmo as apps Miracast para Android e iMediaShare para iOS e Android, capazes de detetar conteúdos compatíveis na memória interna do smartphone e enviá-los diretamente para a TV ligada à mesma rede doméstica sem fios. Mas não espera interface perfeitamente adaptadas e um processo tão linear quanto através dos métodos indicados na galeria acima…

A rede Wi-Fi tem de ajudar

Uma condição essencial, pelo menos nos casos em que a ligação entre o smartphone e a TV é estabelecida sem recurso a cabos e adaptadores: a sua ligação de rede sem fios tem de apresentar um funcionamento fluido e otimizado, pois a qualidade da “transmissão” dos conteúdos em alta definição do smartphone para a TV está dependente desse fator. Se sentir dificuldades acrescidas, pode sempre ponderar a conjugação de um sistema de rede sem fios com adaptadores Powerline, por exemplo.

Por outro lado, caso o método que use para estabelecer a ligação não seja um dos que indicamos como mais eficazes, espere encontrar alguns problemas ao nível do “acerto” entre a resolução do ecrã do terminal móvel e a do ecrã da TV. E é certo que tentar reproduzir conteúdos HD apenas num painel Full HD ou Ultra HD irá resultar em imagens “pixelizadas”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.