A Virgin Galactic apresentou o seu novo avião espacial, concebido especialmente para viagens tripuladas. O objetivo é impulsionar o setor do turismo espacial e a empresa de Richard Branson espera conseguir alcançar a marca das 400 viagens por ano.

Em comunicado, a empresa explica que o VSS Imagine, o sucessor do VSS Unity, um avião da frota SpaceShipTwo que tem vinda a ser testada nos últimos anos, conta com um design melhorado e modular, que se destaca pelo seu exterior coberto num material espelhado.

A escolha não foi por acaso: o material que cobre o exterior permite que o avião espacial se adapte ao cenário por onde passa, fazendo com que o seu aspeto esteja sempre em mudança. À parte de pormenores estéticos, o material providencia proteção térmica extra.

Richard Branson afirma que os aviões espaciais da Virgin Galactic são “construídos especificamente para dar uma nova perspetiva transformadora aos milhares de pessoas que, em breve, poderão experienciar por si próprias as maravilhas do Espaço”.

O VSS Imagine vai fazer parte de uma nova frota de aviões espaciais da Virgin Galactic: a SpaceShip III. Na “calha” está também o avião VSS Imagine, que já começou a ser produzido pela The Spaceship Company, subsidiária empresa, nas suas instalações na Califórnia.

No que toca à frota SpaceShipTwo, o VSS Unity tem um novo teste de voo agendado para maio deste ano. Originalmente, os planos da empresa previam a realização de um teste em dezembro do ano passado. No entanto, uma anomalia no computador de bordo levou ao seu adiamento.

Virgin Galactic começa testes finais da SpaceShipTwo em outubro. Negócio de turismo espacial no início de 2021
Virgin Galactic começa testes finais da SpaceShipTwo em outubro. Negócio de turismo espacial no início de 2021
Ver artigo

As intenções da Virgin Galatic eram de dar início à exploração do setor do turismo espacial no primeiro trimestre de 2021, com o voo inaugural a transportar o próprio líder da empresa. Embora a marca já não seja atingida a tempo, a empresa mantem as suas expetativas altas.

Recorde-se que cada bilhete para uma volta pelo Espaço custa cerca de 250 mil dólares e até já é possível candidatar-se a participar nos futuros voos espaciais turísticos da empresa, através de um registo online com um depósito reembolsável de 1.000 dólares para viajar mais cedo do que os outros candidatos, dando-lhe prioridade assim que os bilhetes estiverem disponíveis.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.