No próximo dia 22 de outubro, a Virgin Galactic vai dar início à sua última ronda de testes tripulados da sua nave espacial SpaceShipTwo. Os testes antecipam a autorização final para transportar turistas para o espaço, que neste caso será mesmo o fundador da empresa, Sir Richard Branson, aquele que será o primeiro turista espacial.

Segundo avança a CNBC, estão planeados dois testes completos pilotados para testar todo o sistema da nave espacial, levando apenas dois pilotos a bordo. Um segundo teste irá ser feito mais tarde com quatro pilotos na cabine. No caso de ambos os testes forem completados com sucesso, a Virgin Galactic dará assim início à exploração do turismo espacial, no primeiro trimestre de 2021, com o voo inaugural a transportar o próprio líder da empresa.

Segundo é referido, o WhiteKnightTwo, o gigantesco avião de transporte que serve como impulsionador da SpaceShipTwo para o espaço, irá fazer diversos testes de voo entre os dias 1 a 7 de outubro, antecipando os testes finais no final desse mês.

As expetativas da Virgin Galactic são muito elevadas. Cada bilhete para uma “voltinha” pelo espaço custa cerca de 250 mil dólares e já pode candidatar-se a participar nos futuros voos espaciais turísticos da empresa, através de um registo online com um depósito reembolsável de 1.000 dólares para viajar mais cedo do que os outros candidatos, dando-lhe prioridade assim que os bilhetes estiverem disponíveis. O programa chama-se One Small Step.

Enquanto trabalha para concluir o processo de testes de forma a garantir as devidas certificações e autorizações para levar turistas ao espaço, a equipa de marketing já está muito ativa naquilo que é a angariação de clientes, ou pelo menos a fazer teasing daquilo que será o seu serviço. Por isso, revelou o interior da SpaceShipTwo, focando-se na cabine dos passageiros.

Este modelo de cabine será usado para uma viagem virtual com a equipa de design. Mas o seu interior foi desenhado com o objetivo principal de oferecer aos passageiros uma visão perfeita da Terra a partir do espaço, tal como mostrou no vídeo de revelação.

A Virgin destaca que os assentos da nave são individuais e reclináveis de forma a gerir a força G e volume da zona flutuante. Cada fase do voo disponibiliza uma iluminação ambiental automática, e cada passageiro terá acesso a ecrãs com dados ao vivo sobre o voo. Tem ainda 16 câmaras para gravar vídeo e capturar fotografias em alta definição, para que os passageiros possam partilhar a sua experiência no Instagram, por exemplo. A cabine tem ainda 12 janelas par os astronautas e passageiros observarem a Terra a partir do espaço. Por fim, um espelho maior, numa cabine da nave, que reflete em tempo real a experiência dos astronautas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.