A 6 de Agosto de 2012 a NASA recebia a notícia de que o robot Curiosity, o sucessor do Opportunity, tinha aterrado com sucesso por paisagens marcianas após seis meses de viagem espacial.

Para uma missão que tinha uma duração de dois anos, o “pequeno” Curiosity - com apenas 45 kg e 26 cm de altura - conseguiu superar expectativas, alargando a sua estadia em Marte por mais cinco anos.

Sete anos após da sua chegada, o robot Curiosity percorreu já 21 quilómetros ao longo da cratera marciana Gale, escalando 358 metros do monte Sharp, dando a conhecer ao mundo paisagens nunca antes vistas aos olhos terrestres, à semelhança do pôr do sol de cor azul no planeta.

Contudo, as paisagens marcianas não foram a única descoberta do curioso robô. Durante os seus sete anos de exploração recolheu 22 amostras, tendo a mais recente sido recolhida em maio, segundo a agência espacial norte-americana. Numa descoberta inédita, as amostras recolhidas dos rochedos “Aberlady” e “Kilmarie” evidenciam os mais altos níveis de argila alguma vez encontrados durante a missão.

Dotado de instrumentos de alta precisão, os quais permitem analisar não só o solo, mas também a atmosfera do planeta, o Curiosity conseguiu dar a conhecer a existência de possíveis sinais de vida em Marte. Em 2013, o robot encontrou evidências de um lago de água doce que outrora existia na cratera onde aterrou, assim como de elementos químicos essenciais à presença de vida microbiana.

No entanto, as investigações do robot Curiosity indicam que a exploração humana do planeta ainda não é possível. Segundo os resultados obtidos pela agência espacial norte americana, os níveis de radiação registados apresentam sérios riscos para a saúde humana, elevando as possibilidades de desenvolver cancros fatais.

De acordo com a NASA, a missão Curiosity ainda está longe de terminar. O robot tem ainda mais sete anos de vida, fazendo já parte da missão de investigação Mars 2020. Até lá, pode seguir os caminhos já explorados pelo Curiosity e ficar a saber mais sobre Marte no website Acess Mars.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.