Desde que aterrou em Marte em fevereiro de 2021, o rover Perseverance já recolheu 11 amostras de rochas marcianas e uma da atmosfera do planeta. À medida que a missão avança, a NASA está a alinhar os planos para o envio das amostras para a Terra e, recentemente, deu a conhecer que completou mais uma fase do Mars Sample Return Program.

De acordo com a agência espacial norte-americana, durante esta fase, a equipa responsável pelo programa avaliou e refinou a arquitetura necessária para fazer com que as amostras recolhidas sejam enviadas para a Terra, num processo que contou com o contributo da agência espacial europeia (ESA).

Inicialmente os planos previam que Perseverance deixasse as amostras na superfície marciana para que fossem recolhidas por um veículo, o Sample Retrieval Lander, com a ajuda de dois instrumentos: o Sample Fetch Rover e o Sample Transfer Arm.

Mars 2020: Agência Espacial Europeia explica como vão ser recolhidas as asmostras de Marte e como regressam à Terra
Mars 2020: Agência Espacial Europeia explica como vão ser recolhidas as asmostras de Marte e como regressam à Terra
Ver artigo

Os instrumentos seriam depois utilizados para transferir as amostras para o Mars Ascent Vehicle, que tem como missão transportá-las para o Espaço.

Segundo os planos atualizados o Sample Fetch Rover já não vai fazer parte da missão, passando a ser substituído por dois helicópteros, com um design semelhante ao do Ingenuity, que ajudarão a transportar as amostras.

Com as amostras a bordo, protegidas no interior de um contentor, o Mars Ascent Vehicle partirá para o Espaço, lançando-as depois na órbita marciana. O Earth Return Obiter da ESA apanhará o contentor que contém as amostras, trazendo-o de volta para a Terra.

Com as datas de lançamento do Earth Return Orbiter e do Sample Retrieval Lander previstas para o Outono de 2027 e para o Verão de 2028, respetivamente, espera-se que as amostras recolhidas pelo Perseverance cheguem à Terra em 2033.

A NASA indica que o programa Mars Sample Return entrará na fase de design preliminar em outubro deste ano, numa fase que durará perto de um ano e que se centrará no desenvolvimento e criação de protótipos dos principais componentes da missão.

Até lá, o Perseverance vai continuar a busca por sinais de vida antiga em Marte. As câmaras do rover têm vindo a captar uma variedade de paisagens marcianas, mas também alguns itens mais intrigantes e, recentemente, fotografou algo que parece uma espécie de esparguete marciano.

Clique nas imagens para mais detalhes 

Embora a NASA ainda não se tenha pronunciado acerca da descoberta o mais provável é que o emaranhado de estranhos fios seja um dos elementos que restou dos “sete minutos de terror” da aterragem do rover em Marte.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.