Segundo os astrónomos, a "anomalia" está alojada cerca de 300 quilómetros abaixo da superfície e o autor do estudo, Peter B. James, afirma que tem uma dimensão cerca de cinco vezes maior do que a maior ilha do Havai. O estudo foi publicado no Geophysical Research Letters e no site da universidade de Baylor.

A descoberta gera estranheza entre os cientistas que encontraram esta massa abaixo da maior cratera da Lua, no Polo Sul - Aiteken. A origem desta anomalia poderá estar no impacto de um asteroide que formou a cratera, há mais de 4 mil milhões de anos.

Foi quando estavam a analisar as mudanças de gravidade à volta da Lua que os astrónomos descobriram esta massa. "Quando combinámos os dados da topografia lunar com o Lunar Reconnaissance Orbiter descobrimos essa massa inesperada debaixo da superfície", explica o astrónomo da Baylor University.

A cratera não pode ser vista da Terra já que está  localizada na face oculta da lua, no seu polo sul. A bacia é considerada um dos melhores laboratórios naturais para estudar o impacto de asteroides e eventos catastróficos que ajudaram a moldar a criação de planetas rochosos e das suas luas.

Para além do entusiasmo dos astrónomos pela descoberta, também os fãs do jogo Destiny estão atentos ao fenómeno e no Twitter há várias mensagens a destacar o facto, que parece ter saído do guião do Destiny 2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.