O fenómeno dos sonhos lúcidos, frequentemente utilizado por artistas ou inventores para aceder às ideias criativas no fundo do subconsciente, tem vindo a intrigar inúmeros cientistas ao longo da história. Um grupo de investigadores do Dream Lab do Massachusetts Institute of Technology (MIT) decidiu criar a Dormio, uma espécie de “luva” que permite ao utilizador “hackear” os seus sonhos.

A técnica da bola de metal, utilizada por figuras como Thomas Edison ou Salvador Dalí para conseguir ter sonhos lúcidos, foi uma das inspirações dos cientistas do MIT. O método consiste em adormecer com uma bola de metal na mão. À medida que entra na “terra dos sonhos”, a pessoa acaba por largá-la. O barulho causado pela queda é suficiente para transportar alguém para um estado de lucidez parcial onde podem explorar as profundezas da mente.

A Dormio substitui a pouco prática bola de metal por um conjunto de sensores biométricos em forma de "luva", que medem, por exemplo, os batimentos cardíacos e os movimentos do corpo, e que são capazes de detetar quando é que o utilizador adormece.

Ao identificar que a pessoa já está a dormir, o sistema da Dormio começa a tocar uma série de sinais áudio pré-gravados. O objetivo é levar o utilizador a regressar ao estado hipnagógico que surge ainda antes de alguém adormecer totalmente.

O grupo de investigadores por trás do projeto acredita que a Dormio poderá ser particularmente útil em tratamentos, para fortalecer a memória dos utilizadores e para perceber o impacto transformador do sono. Para já, o dispositivo desenvolvido pelo projeto, cujo código é open source, ainda está em desenvolvimento e já foi testado em cerca de 50 pessoas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.