O Sol, a Terra e a Lua estão prestes a alinhar-se, fazendo com que esta última passe pela sombra do planeta azul naquele que será o último eclipse lunar total até 2025. O fenómeno será visível na Ásia, Austrália, América do Norte e do Sul e em algumas partes no Norte e Leste da Europa.

Em Portugal continental não haverá oportunidade de observar a escuridão que deslizará pela face da Lua antes que ela se transforme num profundo vermelho-sangue, pelo menos "diretamente". Mais sorte vai ter a região dos Açores, com direito a "eclipse penumbral".

Um eclipse lunar total significa que a Lua, na fase cheia, ficará completamente encoberta pela sombra da própria Terra, mas isso não quer dizer que fique "às escuras". Com a luz do Sol indireta e filtrada pela atmosfera, o satélite natural vai ganhar um belo brilho vermelho – e é daí que vem o popular nome de "Lua de Sangue”.

O processo demorará, no total, desde o seu início ao fim, cerca de quatro horas. Já sabemos que não vai ser possível observar o fenómeno diretamente em Portugal continental, mas há sempre a opção de acompanhar o eclipse pela internet, numa das transmissões que diversos observatórios ou plataformas, espalhados pelo mundo, fazem, como é o caso do The Virtual Telescope.

E enquanto este eclipse não acontece pode sempre espreitar as imagens sempre espetaculares de ver do eclipse lunar anterior, que ocorreu em maio último.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.