A equipa da NASA responsável pelo rover Perseverance tem vindo a reunir esforços para conseguir que seja recolhida uma nova amostra de rocha em Marte, após a primeira tentativa não ter corrido tão bem quanto o esperado.

Depois de ter percorrido cerca de 455 metros na região marciana de Citadelle ao longo desta semana, o rover encontrou uma nova rocha. Se tudo correr como planeado, o processo de recolha da amostra começará na próxima semana.

Clique nas imagens para mais detalhes

A NASA explica que a região de Citadelle apresenta uma superfície rochosa que aparenta ser resistente à erosão causada pelo vento, motivo pelo qual se acredita que as suas rochas serão mais robustas, existindo uma maior probabilidade “sobreviver” ao processo de recolha de amostras.

Para verificar se a rocha, à qual os investigadores deram a alcunha “Rochette”, é a mais adequada, o Perseverance recorrerá a uma das ferramentas do seu braço robótico para raspar a sua superfície.

À segunda é de vez? Rover Perseverance prepara-se para recolher nova amostra de rocha em Marte
À segunda é de vez? Rover Perseverance prepara-se para recolher nova amostra de rocha em Marte
Ver artigo

A equipa de especialistas adicionou mais um passo ao processo de recolha da amostra de modo a assegurar que o que aconteceu na primeira tentativa não volta a suceder. Assim, depois de recolher a amostra, o Perseverance utilizará a sua câmara Mastcam-Z para espreitar para dentro do tubo de depósito.

De seguida, a equipa da NASA colocará o processo de recolha em pausa para poder analisar as imagens captadas pelo rover e assegurar que há mesmo uma amostra dentro do tubo. Só depois de confirmarem que a amostra está mesmo lá é que os especialistas darão “luz verde” ao rover para selar o tubo.

Recorde-se que, de acordo com a NASA, o tipo de rocha recolhido anteriormente, que não apresentava as condições ideais, acabou e acabou por desfazer-se quando o rover tentou recolher e armazená-la.

Clique nas imagens para recordar a primeira tentativa de recolha da primeira amostra de rocha em Marte

Embora a primeira rocha recolhida se tenha desfeito, o tubo de depósito contém um elemento importante: uma amostra da atmosfera do Planeta Vermelho. Tal como explica Ken Farley, cientista da equipa responsável pelo Perseverance, a amostra será fundamental para os investigadores, permitindo descobrir mais sobre a composição da atmosfera do planeta.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.