Arranca esta quarta-feira a primeira missão espacial totalmente privada da SpaceX, que vai levar ao espaço quatro pessoas e que resulta de uma campanha de angariação de fundos promovida por um multimilionário norte-americano, a favor do St Jude Children’s Research Hospital , especializado no tratamento gratuito de crianças com cancro. 

Nenhum dos passageiros a bordo da cápsula é astronauta de profissão. Jared Isaacman, o multimilionário e filantropo que organizou a missão, assume os comandos da Inspiration 4, que vai usar a mesma cápsula usada há cerca de um ano por quatro astronautas da NASA para viajar até à Estação Espacial Internacional. 

Esta viagem será no entanto mais longa e com vistas privilegiadas. A cápsula deve subir 80 milhas (129 km)  acima da posição da Estação Espacial Internacional, que se encontra a um pouco mais de 400 km da Terra. A partir daí os passageiros vão poder observar a Terra pelas duas janelas da cápsula e desfrutar das vistas na parte superior do foguetão, onde foi instalada uma cúpula transparente.           

Tek Crew Dragon cupula transparente

Com Isaacman, que é piloto e fundador de uma empresa de pagamentos eletrónicos, vão Hayley Arceneaux, que em criança sobreviveu a um cancro numa perna e que é assistente no St Jude. Nesta missão assume também o papel de médica a bordo. 

Christopher Sembroski, engenheiro na Lockheed Martin e veterano de guerra, representa o vencedor da campanha de angariação de fundos lançada pelo milionário em torno da missão, a quem estava reservado um dos lugares na Crew Dragon. O vencedor não pode ir e passou a oportunidade. 

Sian Proctor é a vencedora de um concurso organizado pela empresa do filantropo que patrocina a missão (a Shift4), que consistia em criar um site usando o software da empresa e produzir um pequeno vídeo a explicar porque queria ir ao espaço. É também professora de geologia e já chegou à fase final de um concurso de astronautas da NASA.  

Inspiration4: Viagem ao espaço não é apenas um sonho de criança. Pretende ser uma ajuda humanitária
Inspiration4: Viagem ao espaço não é apenas um sonho de criança. Pretende ser uma ajuda humanitária
Ver artigo

A viagem é o ponto central de uma campanha de angariação de fundos que se propôs angariar 200 milhões de dólares para apoiar as atividades do St Jude. A missão conseguiu entretanto também reunir vários outros patrocínios, que vão aumentar os donativos para o hospital escolhido pelo milionário, desde marcas de cerveja a relógios, e vai levar a bordo vários objetos, que serão leiloados depois da viagem.   

Os tripulantes treinam desde março para o grande momento. Como contaram em entrevista ao SAPO TeK no início do mês, receberam treino no veículo de lançamento e na cabine espacial, sobre as mecânicas orbitais, operar em microgravidade, em alta gravidade, gravidade zero ou treino de centrifugação, para enfrentar as elevadas forças G a que vão estar sujeitos. Treinaram para estarem preparados para situações de emergência, para operar o fato espacial, fizeram exercícios de entrada e saída da nave, entre outros. 

A Crew Dragon foi desenvolvida com o financiamento da NASA mas é propriedade da empresa de Elon Musk e além de ser usada para missões com a agência espacial norte-americana está no centro dos planos da SpaceX para o turismo espacial. A Inspiration 4 é a quarta missão tripulada da cápsula, que tem um custo por passageiro à volta dos 55 milhões de dólares, de acordo com relatórios oficiais do governo dos EUA, citados pelo The Verge. 

Nesta corrida ao espaço, como já se sabe, estão outros atores, como a Virgin Galatic ou a Blue Origin, ambas também já com as suas primeiras missões tripuladas concretizadas.  Em ambos os casos estão no entanto em causa viagens mais curtas. A Virgin oferece (por 450 mil dólares por passageiro) a oportunidade de ficar a 53 milhas (85 km) da Terra firme e desfrutar das vistas sobre a curvatura da Terra durante 90 minutos. A Blue Origin sobe às 66 milhas (106 km) para disponibilizar uma experiência idêntica, durante 10 minutos.   

A missão da SpaceX agendada para esta quarta-feira tem hora de partida prevista para as 20:02 EDT (01h02 em Lisboa, o que atira o lançamento já para a madrugada de dia 16), pode ser acompanhada em direto, numa transmissão online que começa quatro horas antes da partida. A reentrada na atmosfera deve acontecer daqui a três dias, direto ao oceano atlântico, onde os tripulantes e a cápsula serão recolhidos de barco. A duração exata da viagem depende das condições atmosféricas na Flórida.    

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.