A Turquia quer entrar na “corrida” da exploração espacial e já deu a conhecer que tem um programa delineado, com destaque para o lançamento de uma nave não tripulada à Lua. Numa apresentação na capital turca, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, revelou que "o primeiro contacto com a Lua será feito através de um foguete híbrido nacional, que será colocado em órbita no final de 2023 por meio de cooperação internacional".

De acordo com informações avançadas pelo jornal turco Hürriyet, o presidente Erdogan anunciou que o programa espacial tem dez objetivos estratégicos, incluindo enviar um astronauta turco para o Espaço, melhorar a tecnologia dos satélites e criar uma base para o lançamento de foguetes.

Para o governante, a prioridade do plano que será levado a cabo pela Agência Espacial Turca será mesmo pousar no satélite natural da Terra, em particular para comemorar o centenário da República Turca em 2023. "Se Deus quiser, vamos para a Lua", acrescentou o presidente turco.

O ministro da Indústria e Tecnologia, Mustafa Varank, avançou hoje que a Turquia já chegou a acordo com vários países para desenvolver o programa espacial. "Estamos prestes a assinar outros acordos com o Paquistão e o Azerbaijão. Também continuamos as negociações com as autoridades e com empresas dos Estados Unidos, Rússia, Japão, Índia e China", disse o ministro à agência de notícias Anadolu.

Além disso, Erdogan terá conversado há duas semanas com o Elon Musk, CEO da SpaceX, sobre a cooperação em tecnologias espaciais, embora até agora nenhum acordo concreto tenha sido anunciado. Através da cooperação com a SpaceX, a Turquia colocou o satélite Türksat 5A em órbita em janeiro e está a planear o lançamento do Türksat 5B  para o segundo trimestre deste ano.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.