Segundo a imprensa local, que cita a empresa vencedora do concurso aberto pelo governo para o fornecimento das máquinas, os robots vão fazer ações de vigilância, deteção e desativação de explosivos e ameaças químicas.



Os veículos terrestres não tripulados serão fabricados pela iRobots, os PackBot, que conta entregar as máquinas no final deste ano. A empresa também divulgou que o contrato com o Governo brasileiro é de 7,2 milhões de dólares e que já comercializou 4.500 PackBot, a maioria foram vendidos ao Governo norte-americano.



O Brasil vai concentrar entre três a cinco mil agentes em cada uma das 12 cidades do Mundial de futebol. A operação de segurança montada para as cidades que vão receber a competição prevê ainda que 20 mil militares sejam colocados no terreno, para reforçar a vigilância das fronteiras.



Aviões telecomandados de origem israelita vão também ajudar no patrulhamento do país e na deteção de possíveis ameaças.



O Brasil recebe o campeonato do mundo de futebol em 2014 e os jogos olímpicos dois anos depois, em 2016.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.