O Governo Regional dos Açores vai investir, até ao final de 2019, mais de 300 mil euros na área das tecnologias de informação e comunicação (TIC) e no desenvolvimento de competências digitais. Estas medidas, integradas na iniciativa PROTIC, é assegurada pela Direção Regional da Ciência e Tecnologia (DRCT).

Para isso, a DRCT vai criar as chamadas oficinas de competências digitais, que pretendem fomentar a literacia e a inclusão no contexto de ferramentas e-Government, bem como a especialização em tecnologias e aplicações, e a reorientação profissional para as TIC. O investimento em 10 destas oficinas representa um valor de 200 mil euros, estando prevista a criação de mais 12.

Os clubes de programação e robótica são outro exemplo do fomento de medidas para promover o ensino deste tipo de competências, representando um investimento de cerca de 120 mil euros. Estes clubes foram já implementados em 22 escolas do arquipélago.

Em paralelo, o financiamento tem passado também pelo apoio à aquisição de equipamentos informáticos, periféricos adaptados e software específico. Esta medida já abrangeu mais de uma centena de estudantes e cidadãos com deficiência, num valor superior a 100 mil euros.

Na publicação da página do projeto InCode.2030, uma ação integrada de política pública dedicada ao reforço de competências digitais, pode ler-se que "a aposta nestas políticas públicas vem reforçar a capacidade de utilização da Internet e, consequentemente, aproximar Portugal da média Europeia em termos de competências digitais".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.