A Apple parece estar finalmente a trabalhar no seu próprio headset para realidades alternativas. De acordo com o portal CNET, que cita uma fonte próxima da empresa e do próprio projeto, o aparelho vai apresentar um sistema híbrido que suporta realidade virtual e realidade alternativa. A data de lançamento está marcada para 2020.

Realidade virtual é a resposta da Apple aos enjoos provocados por carros autónomos
Realidade virtual é a resposta da Apple aos enjoos provocados por carros autónomos
Ver artigo

Apesar de adiantar a informação, o site sublinha também que os detalhes conhecidos ainda são escassos. O que é sabido, no entanto, é que este headset está a ser projetado para se apresentar como nenhum equipamento se apresentou ainda neste segmento.

A CNET escreve que o gadget terá dois displays 8K (um para cada olho) e um conjunto de câmaras externas que detetam o ambiente circundante, mapeando o conteúdo de acordo com o espaço disponível. Para potenciar experiências de alta qualidade, o headset será ligado a um processador externo através de uma tecnologia wireless de alta velocidade, a que o portal chama 60GHz WiGig.

A fonte citada pelo site alega que o processador utilizado vai ser construído com base numa arquitectura de 5 nanómetros. Recorde-se que o último chip móvel lançado pela gigante de Cupertino, o A11 Bionic, foi construído com uma estrutura de 10 nanómetros.

A confirmar-se o rumor, a Apple vai assim resolver uma lacuna no seu portefólio de produtos que, por enquanto, ainda não conta com qualquer aparelho do género. Mais importante que isso será o desenvolvimento tecnológico que esta inovação representará para o mercado, uma vez que apresenta dois ecrãs com uma resolução nunca antes vista no sector, a integração de realidade virtual e aumentada num mesmo aparelho e um sistema de conexão wireless de alta velocidade que pode representar o primeiro passo para a supressão total dos cabos, ainda necessários, nesta indústria.

O projeto, de acordo com a fonte anónima, está a ser referido na documentação oficial com o nome de código T288.

A Apple ainda não se pronunciou sobre o assunto, embora já tenha sido chamada a comentar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.