Depois do ouro entre os mais novos, o bronze no futebol robótico dos "grandes". A Cambada acaba arrecadar o terceiro lugar na liga de robôs médios, no RoboCup 2010, o campeonato mundial que decorreu esta semana em Singapura.

A equipa, composta por alunos, professores e investigadores da Universidade de Aveiro e do Instituto de Engenharia Electrónica e Telemática, venceu por 8 golos a 1 a última partida, contra a iraniana MRL, trazendo o bronze para Portugal.

Este é o terceiro ano consecutivo em que a Cambada (Cooperative Autonomous Mobile roBots with Advanced Distributed Architecture) sobe ao terceiro lugar do pódio do Campeonato Mundial de Futebol Robótico, título que acumula com o de campeã nacional.

A tabela conta ainda com mais uma participação nacional, em oitavo lugar da classificou-se a IsePorto Team, do Laboratório de Sistemas Autónomos do Instituto Superior de Engenharia do Porto.

A liga de robôs médios contou este ano com dez equipas, provenientes da Holanda, Japão, Alemanha, China, Irão e Portugal. A equipa Water, da China, é a nova campeã do mundo, com a prata a caber à holandesa Tech United Eindhoven.

Nesta modalidade os robôs futebolistas defrontam-se num campo de 18 metros por 12, em equipas constituídas por até 5 máquinas - com uma altura limite de 80 centímetros e um peso não superior a 40 quilos.

As máquinas são totalmente autónomas e tomam todas as decisões do jogo com base nas informações que são recolhidas pelo seu sistema sensorial e processadas pelo software dos robôs.

As imagens dos representantes portugueses podem ser conferidas num artigo que o TeK publicou a semana passada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.