A Guarda Nacional Republicana deu por concluída a quinta fase da Operação Hermes, que decorreu entre o dia 28 de junho e o dia 1 de setembro. Fazendo um balanço da operação, que visava controlar o comportamento dos condutores durante a época de férias, foram registados 85 mortos, em quase 16 mil acidentes.

Em Declarações à RTP, o Tenente-Coronel Paulo Gomes, refere que durante a operação, foram registadas mais de 3.000 infrações de pessoas ao telemóvel, sendo uma das principais causas dos acidentes a distração durante o uso dos equipamentos. A velocidade excessiva foi outro fator que contribuiu para o número de despistes.

A GNR destaca que embora o número de acidentes tenha aumentado, face ao mesmo período do ano passado, houve uma redução de vítimas mortais e de feridos graves.

Atualmente está a decorrer a sexta fase da Operação Hermes, que iniciou no passado domingo dia 1 de setembro e estende-se até ao dia 3, que servirá essencialmente para acompanhar os condutores que regressam de férias.

Ainda em maio a GNR desenvolveu a operação “Smartphone, Smartdrive”, tendo sido fiscalizados 29 mil condutores, originando quase 10 mil contraordenações rodoviárias, incluindo 600 pelo uso de telemóvel ao volante.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.