Depois de entrarmos num novo ano com a Lua em tamanho XL, vai haver uma segunda (e última) Super Lua em 2018. A 30 de janeiro, o único satélite natural da Terra vai atingir o perigeu, o ponto da sua órbita mais próximo do nosso planeta, tornando-a maior e mais brilhante aos nossos olhos.

No dia seguinte, vai também ter lugar outro fenómeno raro em que a fase da Lua Cheia ocorre duas vezes no mesmo mês: a Lua Azul.

E, se este já não é um acontecimento muito comum, tendo o último ocorrido em julho de 2015, este ano vai ter direito a uma dose dupla, porque já em março vai haver mais uma Lua Azul.

Esta Lua Azul chega precisamente no mesmo dia de um eclipse lunar, originando a chamada Lua de Sangue. A cor avermelhada do satélite acontece porque a Lua deixa de refletir a luz do Sol e apenas reflete a luz filtrada pela atmosfera do planeta Terra que está pelo meio.

O eclipse só vai ser visível a partir do oeste da América do Sul, América do Norte, Ásia, Austrália, Médio Oriente, África Oriental, Europa Oriental, Oceano Pacífico e Oceano Índico.

tek eclipse

Em Portugal, dos três fenómenos só não vai ser possível ver o eclipse porque a Lua entra na penumbra às 10:49 do dia 31 de janeiro e sai às 16:10, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.