A Cisco Systems confirmou que irá abandonar o desenvolvimento e produção dos chipset wireless 802.11a baseados na tecnologia da Radiata, uma empresa que adquiriu no auge do boom Internet.




A fabricante de equipamentos de rede pretende concentrar-se no desenvolvimento de software e em tecnologias de próxima geração baseadas em novos standards, como a norma Wi-Fi 802.11b, indicou.




"Os interesses estratégicos a longo termo já não passam pela produção interna de chipsets wireless", afirmou Abby Smith, porta-voz da empresa, citada pela C|net. "Contudo, iremos continuar a investir em software wireless e no design de soluções", adicionou.




Smith afirma que ainda é cedo para dizer exactamente quantos postos de trabalho serão sacrificados com a decisão. A Radiata, com instalações na Austrália e na Califórnia, Estados Unidos, somava 53 funcionários.




Os chipsets Wi-Fi da Radiata, adquirida no ano 2000, foram principalmente usados na família anterior de equipamentos Aironet para Redes locais Wireless (WLAN). Actualmente, a Cisco compra silicone para integrar na nova geração de produtos Aironet que usam tecnologia 802.11b, de acordo com Abby Smith.




A Cisco, que fabrica routers, switches e outros equipamentos para redes, conseguiu construir um vasto portfolio de produtos através de uma estratégia de aquisição agressiva. Desde 1993, a empresa comprou 81 companhias, a maioria start-ups com tecnologias inovadoras. Evitou adquirir empresas cotadas em bolsa e resistiu à compra de empresas com tecnologias concorrentes, concentrando-se nas aquisições para impulsionar o crescimento no lugar de eliminar a concorrência.




Notícias Relacionadas:
2003-02-25 - Cisco aposta na compatibilidade de sistemas Wi-Fi com fornecedores de equipamentos

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.