Os computadores antigos, reciclados e enviados para a Nigéria, estão a ser pretexto para um novo tipo de crime em expansão no país. As máquinas são alvo de buscas por parte de burlões que procuram dados confidenciais dos utilizadores originais dos PCs, como informações de acesso a contas bancárias ali armazenadas, e as vendem.



Especialistas anti-fraude explicam à BBC News que o problema está a ter lugar porque os utilizadores não apagam totalmente as informações antes de enviaram as máquinas para o continente africano.



Owen Roberts revela à BBC que "apagar um ficheiro não chega", os utilizadores devem utilizar programas que limpem as informações do disco rígido do computador ou, em último caso, retirarem o disco do PC antes de o enviarem.



Os computadores em segunda mão são vendidos em mercados nigerianos, sendo a maior parte das máquinas provenientes do Reino Unido e outros países desenvolvidos. De acordo com a informação divulgada pela cadeia britânica os dados recolhidos dos PCs em segunda mão podem ser adquiridos por cerca de 20 libras (cerca de 15 euros), um valor baixo para o retorno que é possível obter numa fraude bem sucedida.



As autoridades britânicas recomendam que os consumidores assegurem a segurança dos seus dados antes de enviarem qualquer máquina para reciclagem, relembrando o requerimento legal dirigido às empresas que aconselha a apagar informações como dados bancários, moradas entre outras, quando estas já não são necessárias.

Notícias Relacionadas:

2006-08-03- Ataques de phishing batem recorde em Maio

2005-06-03- Quatro bancos franceses são vítimas de ataque simultâneo de phishing

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.